• 17 de abril de 2023
  • 4 minutos

Economia da cooperação: o que é, como funciona e benefícios

4 minutos

Você já deve ter ouvido falar sobre a Economia da Cooperação, mas você sabe o que isso significa? Imagine que toda vez que você escolhe usar uma solução da cooperativa, esteja economizando um pouquinho. Essa economia é o que chamamos de Economia da Cooperação.

Imagine que você optou por fazer um financiamento em uma cooperativa, por conta dos nossos juros mais baixos dos comparados aos de outras instituições financeiras. Com as taxas menores, você fica com mais dinheiro no seu bolso. Dinheiro que, se optasse por alguma outra instituição, teria que usar no pagamento de juros do financiamento.

Essa diferença é o que compõe a Economia da Cooperação. A quantia que você vai deixar de pagar em forma de juros te possibilita poupar mais, investir pensando no futuro e movimentar a economia local.

Afinal, o que é melhor: que o seu dinheiro seja destinado ao pagamento dos altos juros das instituições financeiras mercantis ou te impulsione na realização de seus sonhos e objetivos?

Quais valores fazem parte da economia da cooperação?

Os ganhos com o retorno das sobras, rendimentos de juros ao capital e rendimentos em aplicações também entram no cálculo. Embora a economia com taxa de juros seja a mais volumosa, ela está longe de ser a única.

Soluções pensadas para pessoas

Aqui no blog Ailos, já te explicamos as diferenças entre as cooperativas de crédito e outros tipos de instituições financeiras. Em um resumo, em uma cooperativa, como as do Ailos, a gestão é democrática e sem o objetivo de lucro. 

Isso faz com que os serviços prestados pela Cooperativa tenham um custo justo para os cooperados. A nossa finalidade, afinal, é ofertar soluções financeiras que ajudem a melhorar a vida das pessoas e desenvolver a comunidade. Por isso, quanto mais você utiliza os serviços da sua cooperativa, mais você economiza. 

Não é à toa que o cooperativismo de crédito cresce a cada dia!

Mostrando o diferencial

E o quanto isso pode ser traduzido em números? Bom, isso quem pode responder pra gente é o Banco Central.

Segundo o órgão, que supervisiona todas as instituições que prestam serviços financeiros no Brasil, “as cooperativas de crédito apresentam juros significativamente menores do que os bancos tradicionais”.

Nesse estudo, o Banco Central revelou uma enorme disparidade nos juros e no aumento do spread bancário exercido pelas cooperativas de crédito em relação às instituições financeiras tradicionais.

Spread bancário é a diferença da taxa de juros em relação ao que a instituição arrecada com o que ela empresta. Em um exemplo simplificado, se uma instituição recebe aplicações na poupança com juros de 6% ao ano e faz empréstimos cobrando 15% ao ano, o spread anual é de 9%.

E isso não é coisa nova, não! Uma década atrás, o BCB já tinha constatado que a taxa de juros das cooperativas em operações de crédito pessoal não consignado era menos da metade do que a cobrada pelos bancos. 

Até mesmo as quantias que resultam das nossas operações são distribuídas aos cooperados e continuam circulando na economia local. São as sobras, distribuídas entre os cooperados.

E quanto a economia da cooperação me fez economizar?

Mas será que dá pra saber qual foi o impacto individual de cada um nessa conta? 

Dá sim! Para saber o quanto você, cooperado, economizou ao escolher as cooperativas Ailos, pode entrar em contato com a sua cooperativa e pedir informações sobre sua Economia da Cooperação. Assim você vai ver não só o impacto positivo nas suas finanças, mas também mensurar seu papel para o desenvolvimento da comunidade.

Desenvolvimento regional como prioridade

O cooperativismo de crédito oferece produtos e serviços necessários para o desenvolvimento da economia local, favorecendo micro e pequenos empresários. E não é só a gente que diz isso, tem estudo comprovando.

Os recursos aplicados através da Cooperativa geram valor para a economia local, que resulta em desenvolvimento e renda, possibilitando o crescimento dos negócios e realizações pessoais.

Quer saber mais sobre o tema? Assista ao vídeo presente no nosso canal do YouTube. 

Uma economia cheia de propósito

A Economia da Cooperação representa nossos princípios: a união de pessoas com objetivos comuns, resultando em crescimento sustentável de toda a comunidade.

Quando oferecemos produtos financeiros mais adequados à realidade das pessoas e que não visam a rentabilidade de um pequeno grupo de acionistas, mas sim a realização de sonhos e o desenvolvimento de toda comunidade, estamos reforçando a Economia da Cooperação.

Conclusão

Neste artigo, você entendeu o que é economia da cooperação. Se você gostou deste conteúdo, também vai gostar de entender melhor como o cenário econômico impacta seus investimentos e conferir outros assuntos sobre educação financeira e afins.

O Blog Ailos também conta com as informações mais completas sobre cooperativismo, empreendedorismo e sucesso financeiro. O que acha de navegar por lá agora mesmo?  

ailos_blog_admin

Receba nossa newsletter

Inscreva-se

Faça um comentário

Últimos comentários (0)

Ocultar comentários
O Internet Explorer está sendo descontinuado.
Por favor, use outro navegador para acessar o blog. Veja alguns navegadores que você pode utilizar: