• 16 de setembro de 2022
  • 12 minutos

Como funciona seguro de carro? Entenda agora

12 minutos
Como funciona seguro de carro

Entender como funciona seguro de carro pode fazer toda a diferença em casos de acidentes de trânsito ou batidas graves. 

Afinal, apenas no Brasil, 3 pessoas morrem por hora em acidentes de trânsito, segundo dados da BBC Brasil

Quando os acidentes não são gravíssimos e não ceifam vidas, deixam os veículos totalmente destruídos, causando uma enorme perda financeira aos proprietários. 

Em alguns casos, principalmente se o proprietário não for o causador do acidente, é possível acionar o seguro e contar com todo o amparo técnico e financeiro que o mesmo pode proporcionar. 

Mas, diferentemente do que muitos pensam, não basta apenas contratar um seguro e imaginar que estará protegido em qualquer situação. 

A verdade é que, para desfrutar integralmente de todas as vantagens que o seguro oferece, é necessário entender pontos como:

  • O que são as franquias de seguro de carro;
  • Quais são os principais tipos de seguro de carro e tipos de coberturas;
  • Qual a principal diferença entre franquia, sinistro, apólice, prêmio e indenização
  • E, por fim, como contratar um bom seguro.

Todas essas questões serão esclarecidas no artigo de hoje. A equipe Ailos desenvolveu este conteúdo completo para te ajudar a entender de uma vez por todas como funciona o seguro de carro e como escolher o melhor para a sua realidade. Acompanhe!

Conheça as nossas soluções de crédito que cooperam com as pessoas, seus sonhos e negócios.

O que é o seguro de carro

O seguro de carro é um contrato usado para cobrir acidentes de trânsito envolvendo o segurado e seu veículo. Nestes casos, o segurado precisa ter feito a contratação com uma seguradora séria e competente.

Para ter acesso ao seguro, é necessário pagar parcelas mensais ou anuais pré-estabelecidas de modo que, quando for preciso, o seguro seja acionado para restituir ou cobrir os danos causados ao veículo e a terceiros. 

Os tipos de coberturas e o preço do seguro depende muito de quais são suas necessidades, qual o risco do trajeto que você percorre diariamente, sua idade e outros fatores. 

Ainda, o interessado precisa ler o contrato, chamado de apólice, com muita cautela, a fim de ter consciência de todas as condições de acionamento e suportes oferecidos. 

Mesmo que o seu orçamento permita a contratação de um seguro mais simples, sem muitas coberturas, você deve fazê-lo. Afinal, vale muito a pena poupar “dores de cabeça” em momentos tão delicados como acidentes de trânsito.   

Imagine, por exemplo, se envolver em um acidente de carro em que você estava dirigindo corretamente, em velocidade permitida, e o outro carro, em máxima velocidade, te atinge e danifica 80% do seu carro. Como prosseguir? 

Com um bom seguro à sua disposição, é possível acionar e desfrutar das coberturas contratadas. Caso contrário, você sairia 100% no prejuízo, se o infrator não respondesse logo por suas ações. 

Como funciona o seguro de carros

Como funciona seguro de carro

Para entender como funciona o seguro de carro é preciso saber que ele representa o contrato entre você, segurado, e a empresa responsável, chamada seguradora. 

Neste contrato, chamado apólice, serão especificados seus direitos, deveres da empresa, valor da cobertura, forma de pagamento (se anual ou mensal) e as condições de acionamento, chamadas franquias. 

Ainda, antes de estipular o preço do seu seguro ou todas as condições envolvidas, a seguradora fará uma análise do seu perfil de condutor, a fim de identificar quão arriscada é a sua rotina em termos de acidentes de trânsito. 

Assim, se prepare para disponibilizar informações como:

  • sua idade e tempo de habilitação;
  • quantas pessoas usam o veículo além de você, bem como quantos passageiros você costuma carregar consigo;
  • qual o valor de mercado do veículo;
  • quantos quilômetros são rodados mensalmente;
  • onde o carro geralmente é estacionado;
  • a quais riscos o veículo é constantemente exposto e mais. 

Dependendo da seguradora, pode ser que mais informações sejam solicitadas. Mas, no geral, todas utilizam esse questionário base. 

O que são as franquias de seguro de carro

As franquias de seguro de carro representam o valor que o segurado terá que pagar para acionar o seguro, sendo uma quantia diferente para cada motivo de acionamento. 

Para exemplificar: se em contrato está especificado que o valor da sua franquia é de R$2.000,00, você terá que pagar os consertos ou mão de obra até R$2.000,00 e o resto é responsabilidade do seguro. 

Assim, o valor a ser pago depende diretamente do tipo de sinistro ocorrido. Em alguns casos mais graves, o pagamento da franquia não é obrigatório. 

Confira alguns tipos de sinistros e suas respectivas condições para pagamento da franquia:

  • sinistro integral: danos acima de 75% do valor do carro, não é necessário pagar a franquia do seguro;
  • roubo ou furto do veículo sem possibilidade de recuperação: não exige o pagamento da franquia;
  • sinistro parcial: danos menores que 75% do valor do carro, com o pagamento obrigatório da franquia;
  • sinistro envolvendo terceiros: se a apólice de seguro cobrir danos a terceiros (outros carros ou pedestres), o seguro pode ser ativado com o pagamento da franquia. 

É claro que, dependendo do tipo de apólice que você escolher, as condições podem ser diferentes ou mais robustas — tudo depende das suas circunstâncias. 

Tipos de franquias existentes

Existem pelo menos 2 tipos principais de franquias que podem ser aplicadas: a básica e a ampliada. Cada qual possui sua finalidade e condições de utilização. 

A básica, por exemplo, é a escolha mais comum entre a contratação de seguros hoje em dia. Ela estabelece que o segurado precisa contribuir com uma porcentagem específica nos prejuízos passíveis de indenização. 

No caso da ampliada, porém, o segurado contribui ainda mais no caso de prejuízos, mas tem a vantagem de ter mais descontos no valor total do seguro em compensação. 

Escolher uma ou outra será determinante no caso de acidentes e sinistros que demandem o acionamento do seguro, por isso, analise com cuidado!

Tipos de coberturas do seguro de carro

Como funciona seguro de carro

Existem diferentes tipos de coberturas do seguro de carro, que determinam quais serão as responsabilidades do seguro e quais situações não são cobertas. A seguir, você confere como funciona a cobertura do seguro de carro! 

Danos ao carro

Se seu veículo for danificado, mesmo por motivos externos como desastres naturais, vendavais, raios, chuvas de granizo, incêndios ou enchentes, o seguro poderá ser acionado. 

Afinal, essa é a cobertura mais básica, que todos os veículos deveriam ter. São situações imprevisíveis, que não são de responsabilidade do motorista. 

Ainda outras ocorrências válidas são roubo, furto e danos por acidentes de trânsito. Essa última categoria envolve também colisão, capotagem, derrapagem e queda de objetos sobre o veículo. 

Danos ao motorista e passageiros

Como a vida humana é muito mais valiosa do que qualquer bem material, é imprescindível que o seu seguro ofereça também a cobertura para casos de danos ao motorista e aos passageiros. 

Desde os prejuízos leves até invalidez e morte, a cobertura pode ser estendida, desde que as pessoas estejam no carro sob o seguro. 

Neste caso, a indenização será paga para cobrir despesas médicas, hospitalares ou procedimentos funerários.

Vale lembrar que todos os valores estarão devidamente estabelecidos no contrato, de modo a definir exatamente o limite da cobertura por pessoa.

Danos a terceiros

É muito relevante incluir também a cobertura de danos a terceiros, já que acidentes podem envolver outros motoristas e até mesmo pedestres. 

Conhecida como RCF-V — Responsabilidade Civil Facultativa de Veículos — essa cobertura será extremamente útil em casos de lesões causadas a terceiros no acidente envolvendo o segurado. 

Assim, haverá indenização por danos morais, materiais e pagamentos de defesa judicial, ou seja, advogados e quaisquer outros custos envolvidos. 

Tipos de seguro de carro

Entender como funciona o seguro de carro envolve também saber diferenciar quais os tipos de seguro disponíveis e qual o melhor para a sua realidade. 

Selecionamos os 4 mais relevantes para detalhar e te ajudar a identificar qual melhor atende às suas necessidades. Continue a leitura! 

Seguro compreensivo

O seguro compreensivo pode ser o mais caro dentre os disponíveis, já que oferece coberturas completas, te preparando para as mais diversas situações. 

Por isso, se você dirige muito para se deslocar ao trabalho, faculdade ou outras viagens, ele é o ideal. Afinal, quanto mais você “pega a estrada” a mais risco se sujeita. 

Do mesmo modo, se este não é o seu perfil e seu carro é apenas para se deslocar internamente, na cidade, talvez este tipo de seguro não seja tão recomendado. 

Seguro contra roubo e furto

Outra opção interessante é o seguro contra roubo e furto, que proporciona segurança e tranquilidade aos proprietários caso seu veículo roubado não seja encontrado. 

Ainda, em algumas seguradoras há o benefício de receber a indenização total se o valor do conserto do veículo passar de 75% do seu preço de mercado, conforme a Tabela Fipe. 

Vale a pena também saber diferenciar furto de roubo. Furto é quando seu veículo é tomado enquanto você não está presente. 

De modo oposto, o roubo é classificado quando o criminoso tem qualquer tipo de contato com você, seja ameaçando ou usando violência. 

Qualquer que seja o caso, é preciso que a vítima segurada registre um Boletim de Ocorrência (B.O.) e só então contate a seguradora responsável. 

Na maioria dos casos, esse tipo de seguro não exige o pagamento da franquia ao acionar, além de não exigir uma análise de perfil de condutor tão completa e elaborada quanto em outras modalidades, como o seguro compreensivo, por exemplo. 

Seguro para terceiros

O seguro para terceiros corresponde àquela mesma cobertura citada anteriormente, também conhecida como Responsabilidade Civil Facultativa de Veículos (RCF-V). 

Essa modalidade é aplicável quando você se envolve em um acidente de trânsito com vítimas, sejam elas outros motoristas, ciclistas ou pedestres. 

Nestes casos, o seguro é acionado para o pagamento de indenizações causadas às vítimas, que podem ser danos morais, pessoais, físicos ou materiais. 

Cobertura APP

Conhecida como APP, a cobertura de Acidentes Pessoais de Passageiros é exclusiva para proteger os passageiros que estiverem com você no veículo. 

Se acontecer algo grave, que cause invalidez ou morte a algum passageiro do seu carro, a cobertura APP é a que melhor se aplica. 

Com ela, é possível pagar indenizações específicas aos passageiros em casos de acidentes. 

Por ter essa finalidade tão específica, muitos motoristas de aplicativo e taxistas a contratam para se protegerem financeira e judicialmente contra possíveis acidentes que possam acontecer. 

A diferença entre franquia, sinistro, apólice, prêmio e indenização

Como funciona seguro de carro

Você sabe identificar a diferença entre franquia, sinistro, apólice, prêmio e indenização? Caso não saiba, não se preocupe — é muito simples entender qual o papel de cada uma delas no seguro de carro.

Confira esse glossário útil que a equipe Ailos desenvolveu para te ajudar a entender ainda melhor como funciona o seguro de carro:

TermosSignificados
FranquiaValor pré-determinado que será pago por você, motorista segurado, à seguradora para solicitar a cobertura do seguro em casos de sinistros.
SinistroÉ qualquer ocorrência, situação ou acidente que cause danos ao veículo, a terceiros ou a passageiros, conforme a apólice contratada.
ApóliceContrato feito entre você e a seguradora, que especifica todas as condições de acionamento do seguro, valor da indenização, prazos, direitos e deveres de cada parte.
PrêmioValor que você precisa pagar para conferir validade ao seguro. A quantia pode ser paga mensal ou anualmente e faz com que a apólice entre em vigor para te segurar em casos de sinistros.
IndenizaçãoÉ a quantia paga caso o sinistro ocorrido esteja entre as coberturas contratadas na apólice, e te ajudará em casos de acidentes, danos ao veículo ou danos a terceiros, por exemplo.

Como contratar um seguro

Para contratar um seguro, basta fazer uma pesquisa de mercado para identificar as melhores seguradoras da sua região. 

Também é preciso ter em mente quais coberturas são interessantes para você e qual o seu perfil de motorista — se fica muito exposto a riscos diariamente, ou não.

Antes mesmo de contatar uma seguradora que aparenta ser confiável, faça uma busca pela avaliação dela pelos clientes. 

Sites como Reclame Aqui e comunidades no Facebook ou comentários de clientes nas redes sociais podem te ajudar a ter uma ideia se ela é realmente confiável e comprometida com seus segurados, ou não. 

Fique atento também aos golpes que podem surgir na contratação de seguros online — certifique-se de que o CNPJ da empresa realmente está ativo e que ela seja bem classificada pelos clientes. 

Ainda, se achar necessário, faça cotações em diferentes seguradoras antes de contratar, de fato, o seu seguro. 

Analise bem quais são as coberturas disponíveis e leia com atenção a apólice que, como você já aprendeu, é o contrato que faz o seu seguro ter validade jurídica. 

Aqui no Sistema Ailos, você pode contar com toda segurança e conforto ao contratar o seu seguro auto, ou seguro de carro. Alguns dos nossos diferenciais, são:

  • segurança e agilidade no atendimento;
  • pouca burocracia;
  • pagamento facilitado;
  • bônus de renovação; 
  • assistência ao cliente 24 horas;
  • cobertura para colisão, incêndio, roubo e furto, danos a terceiros, e cobertura APP.

Além das coberturas previamente disponibilizadas, você também tem a opção de contratar coberturas adicionais para proteger partes específicas do seu carro, como:

  • vidros;
  • faróis e lanternas;
  • acessórios;
  • e despesas extras, conforme for necessário. 

O que acha de conferir de perto todos os benefícios que o seguro de carro Ailos oferece? 

Conheça agora o Seguro de Automóvel Ailos e dirija sem preocupações!

Conclusão

Percebeu como funciona o seguro de carro? Com a principal finalidade de te trazer mais tranquilidade e segurança ao volante, ele pode ser seu principal aliado em casos de acidentes e danos ao seu veículo. 

Neste artigo, você aprendeu também sobre os tipos de coberturas, tipos de franquias e tipos de seguros de carro existentes.

Entendeu também que, dependendo do seu perfil de condutor, mais ou menos coberturas podem ser necessárias. 

Se você gosta de conteúdos como este, que tal conferir os outros artigos disponíveis aqui mesmo, no Blog Ailos? Sempre trazemos assuntos relacionados ao universo dos seguros, cooperativismo, educação financeira e empreendedorismo

Receba nossa newsletter

Inscreva-se

O Internet Explorer está sendo descontinuado.
Por favor, use outro navegador para acessar o blog. Veja alguns navegadores que você pode utilizar: