• 1 de outubro de 2022
  • 16 minutos

Entenda mais sobre como financiar um carro

16 minutos
Como financiar um carro

Aprender como financiar um carro é uma ótima saída para garantir o seu veículo na garagem, caso você não tenha dinheiro suficiente no momento para cobrir o valor total de um automóvel.

Justamente por isso o financiamento é uma das formas mais comuns dos brasileiros adquirirem um carro.

Mas afinal de contas, como financiar um carro? Quais documentos eu preciso? É necessário dar uma entrada? Há um método eficaz para conseguir que os bancos ou instituições financeiras me cedam o financiamento? 

Essas e outras perguntas nós responderemos ao longo deste artigo. 

Vem com a gente e descubra como financiar um carro! 

Conheça a cooperativa Ailos: a valorização de uma economia colaborativa com a essência de quem faz diferente!

Como financiar um carro

O que é um financiamento de carro?

O financiamento de carro é  como um empréstimo dado a pessoas e empresas que querem obter um carro novo, seminovo ou até mesmo usado, porém, no momento não tem  condições financeiras para fazer a compra à vista.

Instituições financeiras públicas e privadas podem conceder esse crédito às pessoas ou empresas, cobrando juros, assim como no empréstimo comum, mas com a diferença de que as suas parcelas geralmente são menores e o tempo para pagá-las costumam ser mais extensos.

Para esclarecer melhor como financiar um carro, abaixo explicaremos como o financiamento acontece na prática.

Como funciona um financiamento

O financiamento funciona como um empréstimo, pois o banco ou instituição financeira pagam o dono do veículo à vista e cobram de você parcelas mensais com juros, deste modo, a sua dívida  passa a ser com o banco ou a instituição financeira. 

Assim, ao longo do financiamento, você fica com o veículo, mas ele ainda não é totalmente seu, o que significa que caso você não pague as parcelas corretamente,  você pode ter o seu carro tomado.

Portanto, só quando você quita a compra do carro, você recebe um documento que comprova que ele está em sua posse.

No mais, como financiar um carro na prática envolve o envio de alguns documentos ao banco ou instituição financeira, o preenchimento de uma ficha e ficar no aguardo da avaliação deles.

Caso aprovem o seu financiamento, eles te apresentam quais são as formas de pagamento, os valores das parcelas, se elas serão alteradas conforme o tempo, qual a duração do financiamento e afins.

Se você concordar com todas as condições, o contrato é firmado e você deve começar a fazer o pagamento conforme foi estabelecido entre as duas partes e já pode retirar o seu veículo.

Prático, não é mesmo?

Agora vamos seguir com mais detalhes sobre como financiar um carro. Acompanhe!

Tipos de financiamento

Os tipos de financiamento para carro são: Crédito Direto ao Consumidor (CDC), Leasing e Consórcio.

Abaixo, explicamos melhor cada um deles, e tornamos mais claras as formas de como financiar um carro. Confira!

Crédito Direto ao Consumidor (CDC)

Com o Crédito Direto ao Consumidor (CDC) quem cedeu o dinheiro do financiamento do seu carro fica como proprietário do veículo até que você quite a dívida.

Ou seja, você pode usar o seu carro e tem direito à posse dele, porém, no papel, você só será considerado o proprietário oficial quando tiver pago todas as prestações pendentes.

Leasing

O Leasing é uma modalidade em que uma empresa de Leasing, ou seja, um banco que disponibiliza esse tipo de serviço, aluga o carro a você.

Deste modo, nesta forma de como financiar um carro, o veículo fica em nome da empresa de leasing  até que as prestações sejam todas pagas.

Quando as prestações forem finalizadas, você passa a ser dono do automóvel!

Uma característica desse tipo de financiamento é que as taxas de juros são fixadas assim que você fecha o contrato e não sofrem nenhuma mudança durante o tempo de pagamento.

Consórcio

No consórcio há a união de pessoas físicas e jurídicas para comprar um carro, formando um grupo que é gerido por uma organização administradora de consórcios que deve ser autorizada pelo Banco Central (Bacen).

Então, na prática, essa administradora faz a organização de um grupo de consorciados, determina um prazo e o valor do carro que quer ser adquirido e o diluí em parcelas.

Somadas as parcelas pagas a cada mês, é preciso chegar ao resultado suficiente para possibilitar a compra de um  ou mais carros.

Depois, todo mês um ou mais participantes do grupo são sorteados para ter em mãos a carta de crédito na compra à vista.  E assim segue até que todos sejam contemplados.

Nesta modalidade de como financiar um carro, as prestações sempre sofrem mudanças ao longo do período de pagamento, por conta da variação do preço do carro em questão.

Portanto, se o valor do carro aumenta, a parcela também cresce. E se o valor do carro diminui, a parcela é reduzida.

Além do mais, este formato de como financiar um carro cobra uma taxa mensal de administração para pagar os serviços da empresa administradora que organiza o grupo.

Financiamento de veículos Santander

E se eu parar de pagar as prestações antes da dívida terminar?

Se você parar de pagar as prestações antes da dívida terminar, no caso do CDC e do Leasing,  o banco, instituição financeira ou a empresa podem entrar com uma ação judicial para tomar  o seu veículo.

O CDC ainda pode leiloar o carro e usar o valor para pagar a quantia que ficou em aberto e os valores das despesas judiciais,  enquanto o valor que sobra é devolvido ao consumidor.

Já no Leasing, o consumidor não recebe nenhuma parte do valor que pagou.

E caso você deixe de pagar as prestações do consórcio, você será automaticamente considerado um consorciado excluído,  conforme determina a Lei 11.795, de 2009.

Na prática,  isso significa que você passará a participar de sorteios mensais entre os excluídos.

Quando você for sorteado, terá direito aos valores pagos corrigidos e deduzidos às penalidades previstas no contrato.

Aqui, é possível transferir a sua cota para outra pessoa, desde que a administradora responsável pelo financiamento concorde. 

Tipos de juros

Os tipos de juros são um ponto importante sobre como financiar um carro. 

Na sequência, explicamos melhor sobre cada um deles.

Juros

O consórcio é um tipo de financiamento que não cobra juros, mas cobra uma taxa de administração que é fixada no contrato.

Assim, as mudanças das parcelas estão relacionadas às alterações nos valores do carro, que podem diminuir ou aumentar conforme passa o tempo.

Pré-fixados

No CDC e no Leasing, você tem taxas de juros que são fixadas assim que o contrato é firmado.

Em ambos, os juros não sofrem alterações enquanto você está pagando as prestações.

IOF

O IOF é cobrado somente no CDC e no Consórcio, no começo do contrato, se tratando de um Imposto Sobre Operações Financeiras.

Financiamento de veículos Banco do Brasil

Como calcular os juros de um financiamento

Os juros são outra parte essencial de como financiar um carro e há uma fórmula para calculá-los, que é:

Valor financiado = [{1 - (1+ taxa de juros) - prazo}/ juros] x valor da prestação

Para deixar a fórmula mais clara, trouxemos um exemplo: 

96 000 = [{1 - (1+ taxa de juros) - 24}/juros] x 4 000 

Neste exemplo, o valor da taxa de juros é de 1,51%.

Para tornar esse cálculo mais fácil e entender os juros de como financiar um carro sem precisar fazer contas com fórmulas, você pode usar a Calculadora do Cidadão do Banco Central, disponível clicando aqui. 

Com ela, você consegue informar três de quatro variáveis e descobrir o quanto falta, entendendo quais os valores dos juros e o número de prestações envolvidas no financiamento, além dos valores da parcela e o total financiado. 

Afinal, financiamento de carro vale a pena?

Para responder essa pergunta e decidir como financiar um carro, você deve levar em conta alguns pontos, como a necessidade de ter um carro, o seu diagnóstico financeiro, os valores das parcelas que irá pagar, os valores com despesas de manutenção do carro e o objetivo desta compra.

 Abaixo, nós te ajudamos a achar a resposta para cada um desses pontos. Confira!

Financiamento de veículos Caixa

O carro é uma necessidade?

Se ter um veículo é uma necessidade, então faz sentido você está em busca de como financiar um carro.

Aqui, quando falamos em necessidade, estamos falando de, por exemplo, morar em uma cidade onde a única forma de locomoção é com um carro próprio e você não tem condições de realizar essa compra à vista.

Outro exemplo é o carro ser um instrumento de trabalho. Neste sentido, ele é uma necessidade, principalmente se você for autônomo.

Mas você também  deve avaliar se essa compra por necessidade e por meio de um financiamento fará você pagar o menor valor possível no final. Então, fique de olho!

Faça um diagnóstico financeiro

Fazer um diagnóstico das suas finanças nada mais é do que analisar a sua situação financeira no momento.

Para isso, você deve  somar todas as suas despesas e ver quanto da sua renda sobrará  para dar início em um carro e começar a pensar em como fazer um financiamento.

Aqui, a matemática usada pelos bancos e instituições financeiras para aprovar um financiamento é que ele só pode comprometer 30% dos ganhos do consumidor, ou seja, 30% do seu salário.

Portanto,  ao fazer esse controle financeiro, avalie se você tem essa porcentagem de folga nas suas finanças e se isso será o suficiente para pagar em dia todas as parcelas do financiamento do seu carro.

Calcule o valor das parcelas

Assim que você fizer um diagnóstico da sua situação financeira, você já terá uma breve noção do quanto conseguirá pagar de parcelas do financiamento. 

Nesta fase de como financiar um carro, é importante que você faça simulações de financiamentos para também saber quais serão os valores das prestações que provavelmente irão te oferecer.

Mas atenção, não é porque você vai dividir o valor total do veículo que você deve selecionar a opção de carro mais caro que há no mercado!

Considere um veículo que esteja de acordo com as suas finanças e as suas necessidades, pensando sempre que você terá outros gastos com ele, como gasolina e manutenções.

Considere as despesas de manutenção

Já que citamos elas, vamos falar de manutenções de veículos?

Infelizmente você não irá gastar somente com as parcelas do financiamento assim que adquirir um carro.

Além da gasolina, você terá outros gastos com manutenções, como:

  • estacionamentos;
  • IPVA;
  • DPVAT;
  • licenciamento;
  • revisões;
  • reparos;
  • lava-jato;
  • possíveis multas;
  • seguro.

Portanto, entender como financiar um carro é ter em mente que outros gastos vêm junto e que eles variam de acordo com o modelo  e ano do veículo escolhido.

O que significa que carros mais antigos, por exemplo, geralmente têm mais defeitos e precisam de reparos mais frequentes, logo, os valores investidos em reparos são maiores.

Defina qual é o objetivo do carro

Por fim, um dos pontos principais de como financiar um carro é considerar o seu objetivo com  a compra dele.

Então, vamos supor que você queira financiar um carro porque vai usá-lo para trabalhar como motorista de aplicativo.

Neste exemplo, o financiamento vale a pena, pois você irá usá-lo para obter uma renda.

Mas se você quer um carro só para lazer e não precisa dele com tanta urgência,  talvez seja melhor se planejar um pouco mais para comprá-lo e não se jogar de cabeça em formas de como financiar um carro. 

Isso porque nessas situações é comum ser mais rentável separar mensalmente o valor do carro que você quer comprar e pagar menos por ele.

Financiamento de veículos

Comprar ou financiar um veículo, qual a melhor opção?

Ao entender melhor como financiar um carro, fica a dúvida de se não seria melhor comprá-lo.

Para chegar a essa resposta, você deve considerar principalmente os valores dos juros.

Sendo assim, analise qual das duas opções oferece os melhores juros a longo prazo e certifique-se de que você irá conseguir pagar as parcelas, independentemente de qual modo de compra você escolher.

Você também deve conversar com o vendedor para descobrir se há chance de ter algum desconto ao pagar à vista.

Se houver, avalie se vale a pena fazer esse pagamento à vista com o valor do empréstimo. Se sim, firme um compromisso com as parcelas dele.

É obrigatório ter entrada para financiar um carro?

Caso você esteja buscando entender como financiar um carro porque precisa fazer isso com urgência, então, saiba que em casos de prontidão é preciso dar uma entrada de pelo menos 20% do valor do veículo.

Dessa forma, somente os 80% restantes são parcelados com os acréscimos de juros.

Já os financiamentos sem entrada são para compras sem urgência e para pessoas que preenchem alguns requisitos estabelecidos pelos bancos ou instituições financeiras, conforme apresentaremos na sequência.

Quem pode financiar um carro sem entrada?

Infelizmente não é todo mundo que pode financiar um carro sem entrada.

Aqui, é feita uma análise de crédito rigorosa, para que as instituições financeiras e bancos não tenham prejuízos.

Confira quais são os critérios para financiar um carro sem entrada.

Ter um Score de crédito alto

O financiamento de carro sem entrada considera pessoas que têm um Score de crédito bem alto para liberarem a elas essa opção.

Para entender melhor o que é uma pontuação considerada alta é preciso ter em mente que a escala é de 0 a 1.000 pontos e divide os consumidores da seguinte maneira: 

  • mais de 800 pontos: baixo o risco de inadimplência. Para conseguir um financiamento de carro sem entrada, mantenha seu Score nesta zona;
  • entre 600 e 799: baixo o risco de inadimplência. Consumidores nesta zona têm chances de conseguir um financiamento sem entrada;
  • entre 400 e 599 pontos: médio risco de inadimplência.  Com esta pontuação já é possível conseguir o cartão de crédito e outros serviços financeiros semelhantes;
  • até 399 pontos:  alto risco de inadimplência. Consumidores nesta faixa não conseguem financiar um carro sem entrada.

Ter uma renda compatível com o valor do financiamento

Um bom Score de crédito ajuda na hora de conseguir fazer um financiamento de carro sem entrada, mas não é o suficiente caso você não tenha uma renda compatível com o valor do financiamento.

Neste sentido, é importante saber que as instituições financeiras e bancos solicitam comprovante de renda dos consumidores para  confirmarem se o seu salário realmente é compatível com o financiamento que pretendem fazer.

Aqui, caso o valor da parcela comprometa mais de 30% do seu salário, é comum que o financiamento seja negado. 

Financiamento Caixa

Quais são os requisitos para financiar um carro?

Os requisitos para financiar um carro são:  ter o nome limpo, ter a idade mínima, ter uma renda comprovada e ter um score alto. 

Nome limpo

O primeiro passo de como financiar um carro é não ter o nome negativado,  o que significa que ele não deve estar na lista do Serasa e SPC,  os principais órgãos de proteção ao crédito.

Isso porque ter o nome negativado sinaliza ao mercado que você tem dívidas em aberto,  ou seja, que não foram pagas,  indicando que você tem dificuldades em quitar dívidas abertas.

Idade mínima

O segundo passo de como financiar um carro envolve a sua idade mínima.  E aqui não estamos falando da idade mínima para tirar a carteira, e sim da idade considerada ideal para avaliar o seu histórico de crédito.

E essa idade mínima é de 20 anos, considerado o tempo ideal para saber se uma pessoa é uma boa pagadora com base em seu histórico.

Nesse caso, há também uma idade máxima para conseguir financiar um carro, que é de 70 anos.

Isso porque no Brasil a expectativa de vida é de 76 anos,  segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), e para instituições financeiras e bancos, é considerado arriscado aprovar um financiamento para uma pessoa com mais de 70 anos, uma vez que ele precisará ser pago a longo prazo.

Renda comprovada

A renda comprovada é um passo essencial de como financiar um carro, pois é uma das formas que as instituições encontram de assegurar que você conseguirá fazer os pagamentos das parcelas. 

E como já falamos anteriormente, a parcela do financiamento de carro só é liberada caso comprometa até 30% da sua renda mensal.

Score

Novamente destacamos aqui a questão do Score, que precisa ser alto para você conseguir financiar um carro.

O score se trata de uma pontuação entre 0 e 1000, usada para indicar a chance de alguém atrasar ou não o pagamento de uma dívida.

Aqui, a lógica é  a seguinte:  pessoas com pontuações próximas de mil são consideradas  boas pagadoras, logo, conseguem empréstimos e financiamentos mais fácil.

Já quem tem pontuações menores são consideradas pessoas que costumam atrasar o pagamento de suas dívidas, deste modo, costumam ter pedido de crédito negados.

Financiamento de veículos

Documentos necessários

Os documentos necessários para solicitar um financiamento de carro são:

  • RG;
  • CPF;
  • Comprovante de estado civil;
  • Comprovante de rendimentos (holerite ou extratos bancários).

Conheça a cooperativa Ailos: a valorização de uma economia colaborativa com a essência de quem faz diferente!!

Conclusão: como financiar um carro

Com esse artigo, a nossa missão era explicar a você como financiar um carro.

Então, esclarecemos que um financiamento de automóvel se trata de um empréstimo dado a pessoas e empresas que querem obter um carro novo, seminovo ou até mesmo usado, porém, que no momento não tem condições financeiras para fazer a compra à vista.

Esse crédito é concedido por instituições financeiras públicas e privadas, cobrando juros, assim como no empréstimo comum, mas com a diferença de que suas parcelas geralmente são menores e o tempo para pagá-las costumam ser mais extensos.

Então, na prática, você faz um empréstimo a essas instituições e elas cobram de você parcelas mensais com juros e o carro fica com você para o seu uso pessoal, mas ele ainda não é totalmente seu.

Aqui, o carro só é oficialmente seu quando você quita todas as dívidas e os documentos do veículo são passados para o seu nome.

Conforme você viu ao longo deste artigo, há três tipos de financiamentos:

  • Crédito Direto ao Consumidor (CDC);
  • Leasing;
  • Consórcio.

E os requisitos básicos para você conseguir financiar um carro são:

  • ter o nome limpo;
  • ter idade mínima (20 anos) ou máximo (70 anos);
  • ter uma renda comprovada;
  • ter um Score alto.

Os dois últimos requisitos em especial valem para quem quiser financiar um carro sem entrada.

Caso você não se adeque a esses requisitos, precisará dar uma entrada de pelo menos 20% do valor do veículo.

Como financiar um carro pela Caixa

Receba nossa newsletter

Inscreva-se

O Internet Explorer está sendo descontinuado.
Por favor, use outro navegador para acessar o blog. Veja alguns navegadores que você pode utilizar: