• 16 de agosto de 2022
  • 8 minutos

Dívida de cartão de crédito: como quitar? Descubra algumas dicas para se livrar do problema

8 minutos

Você anda preocupado e, consequentemente, bem desanimado com dívida de cartão de crédito? Então, primeiro de tudo, precisamos dizer: calma, para tudo existe um jeito, acredite! 

Aliás, você não está sozinho nesse barco. Em março de 2022, o Brasil bateu recorde de endividamento causado pelo cartão de crédito. 

Ou seja, o problema é extremamente comum e recorrente. Já as causas são as mais variadas possíveis. 

A grande questão é que, como diria o ditado: “não adianta chorar o leite derramado”. O mais certo a se fazer é analisar a situação racionalmente. 

Depois, a partir disso, tomar as providências para quitar a dívida. Não tem ideia sobre por onde começar a agir? Nós vamos te ajudar com várias dicas! 

Ah, vale sempre ressaltar que, quem tem controle sobre as finanças, alcança voos mais altos

Saber como administrar, melhor, seu cartão de crédito não só vai te livrar de uma dívida, mas também abrir as portas para oportunidades. 

Afinal, com o dinheiro que sobra, dá para fazer viagens, investir, criar uma reserva de emergência, fazer uma poupança para compra de carro ou casa, enfim. 

Você só tem a ganhar. Então, continue por aqui e aproveite nossas informações! 

O sistema de cooperativas Ailos oferece o cartão de crédito Now, 

feito especialmente para sua saúde e independência financeira!

O que acontece quando não se paga dívida de cartão de crédito? 

Como dito, lá no começo do texto, o Brasil tem altos números relativos à dívida de cartão de crédito. 

Em março de 2022, 77,5% das famílias brasileiras terminaram o mês endividadas. Isso de acordo com uma pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC)

O grande problema desse tipo de dívida tem nome: juros e mais juros. Sim, isso mesmo... 

Basta dar uma olhada na sua fatura para notar que, além do valor original das compras, existe uma taxa de juros de atraso. Além disso, a taxa do rotativo. 

A taxa de juros por atraso é uma das mais altas do mercado, pode chegar a 2% ao mês. E não importa se você atrasou dois ou 30 dias, o acréscimo será cobrado. 

A taxa do rotativo é, também, bem alta, pode chegar a 300% ao ano. Nesse caso, o valor é aplicado, quando você não paga o valor total da fatura e a deixa rodando, até o próximo mês.

A conclusão que podemos tirar até aqui: a dívida de cartão de crédito vira uma bola de neve. O melhor, então, é evitá-la sempre, sempre! 

Mas, infelizmente, a dívida já está aí, não é mesmo? Sendo assim, o jeito é ir para o nosso próximo tópico!

Como acabar com as dívidas no cartão de crédito?

Agora, sim, chegou a hora de descobrir as dicas práticas, para resolver a dívida do cartão de crédito. 

Nós reunimos, ao todo, sete passos. A solução é possível assim: 

1. Diminuindo os gastos 

Não tem jeito, uma hora ou outra, é preciso parar e analisar a sua vida financeira. Essa tarefa inclui, também, diminuir os gastos. 

Pode não parecer, mas há sempre formas de abaixar a margem de custos. 

Por exemplo, existem os chamados gastos invisíveis — são aqueles feitos com a compra de um chocolate ou de um café, diariamente. 

Vistos, separadamente, eles realmente parecem insignificantes, mas, ao final do mês, acabam pesando — sobretudo, se você os faz com cartão de crédito.

Então, de forma geral, faça uma análise e corte todos os gastos que puder.  

2. Renegociando dívidas 

A segunda dica, sobre como resolver dívida de cartão de crédito, é justamente renegociar a pendência. 

Para isso, claro, você precisa saber o que causou o endividamento. Dessa forma, pegue a fatura do cartão e confira detalhe por detalhe. 

O passo seguinte é entrar em contato com a instituição e negociar. Um exemplo, muitas vezes, dá para somar e parcelar todo o valor (e fazer o pagamento com o próprio cartão de crédito).

Essa medida faz com que as taxas sejam menores, se comparadas às de atraso e retroativo, entende? 

Faça esse contato quanto antes, o mais importante é não deixar a pendência rolar! 

3. Fazendo planejamento financeiro 

Outra solução imprescindível é fazer o seu próprio planejamento financeiro. 

Sobre a dívida de cartão de crédito em si, veja o quanto é possível pagar por mês (se a opção for a do parcelamento). 

Além disso, revise todos os outros pontos. Nesse sentido, vale demais usar uma planilha ou, ainda, um app de celular (feito exclusivamente para controle financeiro). 

Anote o quanto você ganha, quais são seus gastos fixos (conta de luz, de água, internet e afins), além dos custos variáveis.

Isso, inclusive, te ajuda a cortar mais gastos desnecessários, e se manter em dia com as contas. 

4. Pagando à vista 

Quer mais uma dica para fugir da dívida do cartão de crédito? Vamos lá… 

Você, além de tudo, pode focar em pagamentos à vista. Deixe o cartão de crédito, apenas, para compras esporádicas ou de valores, de fato, mais altos. 

Outra opção é a de poupar dinheiro para, então, fazer essa compra mais expressiva. Observação: o planejamento financeiro vai te ajudar com isso. 

Diminuindo o uso do cartão de crédito, tudo bem, você estará no caminho certo! 

5. Não pagando o mínimo da fatura 

Muitas pessoas optam por pagar o valor mínimo da fatura, na crença de que isso é uma economia de dinheiro. 

Mas, não se engane! Uma atitude como essa acaba levando aos juros rotativos que, como bem explicamos, têm valores altíssimos. 

Além de tudo, você ainda pode ficar com o histórico de mau pagador, o que também prejudica o seu score. 

Observação: para quem não sabe, o score é uma representação dos hábitos do consumidor com o mercado de crédito.  

As empresas, por exemplo, podem consultar o score dos cidadãos pelo Serasa. Daí, elas decidem se liberam determinados créditos ou não. 

O ideal é ter sempre boa reputação na praça, concorda? 

6. Antecipando parcelas do cartão 

A antecipação das parcelas do cartão de crédito podem resultar em um total da dívida mais baixo. Sendo assim, é uma maneira de resolver o problema, com economia. 

Nesse caso, entre em contato com a instituição financeira, veja o quanto de abatimento é possível ter. 

Já o dinheiro para fazer isso pode vir, por exemplo, da antecipação do seu 13.º terceiro, saque do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) ou, ainda, de um empréstimo. 

Se você optar pelo empréstimo, atenção: ele precisa sair mais barato do que a dívida do cartão de crédito. 

Caso contrário, você acaba ficando com dois problemas e nenhuma solução. 

7. Diminuindo o limite e deixando de usar alguns cartões 

O uso do cartão de crédito demanda muito equilíbrio. Então, quanto menos cartões você tiver, mais fácil é manter o controle. Se possível, deixe um só para uso. 

Outra medida, que faz toda a diferença, é diminuir o limite do cartão. Aliás, dependendo do caso, dá para fazer isso por conta própria (pelo app da instituição). 

Pense em um valor confortável — para você fazer algumas compras realmente necessárias e que, claro, não comprometa demais a sua renda. 

Quais os cuidados tomar com o cartão de crédito? 

No geral, os cuidados com cartão de crédito são: ter um limite compatível com sua renda, não usar o cartão em todo tipo de compra, evitar atraso de pagamento e juros retroativos. 

Como ter controle do seu cartão de crédito? 

Algumas medidas, para ter mais controle do cartão de crédito, são: fazer mais pagamentos à vista, ter um planejamento financeiro, pagar as contas em dia e ter um limite compatível com sua renda mensal. 

Conheça o cartão Now 

O Now é o cartão de crédito exclusivo do sistema Ailos. Ele foi feito para você, futuro cooperado, que deseja ter saúde e independência financeira! 

Algumas das vantagens do Now são as seguintes: 

  • exclusão da taxa de anuidade — basta fazer, pelo menos, uma compra mensal com o cartão de crédito, para não pagar a anuidade;
  • fatura 100% digital — acompanhe todos os seus gastos do mês, próximas faturas e afins, pelo app para celular;
  • compras em qualquer lugar do mundo — isso por meio da bandeira Mastercard (internacional);
  • tecnologia contactless — faça os pagamentos só aproximando o cartão nas maquininhas, sem precisar inseri-lo; 
  • dentre outras.

O sistema de cooperativas Ailos oferece o cartão de crédito Now, 

feito especialmente para sua saúde e independência financeira!

Conclusão 

Por aqui, nós falamos sobre como resolver a dívida de cartão de crédito. O que você achou das nossas sete dicas? Vamos recapitular tudo… 

Esse tipo de pendência financeira é muito comum, a prova disso é que, no começo de 2022, o Brasil bateu recorde de endividados (quase 80% das famílias) ficaram nessa situação. 

O problema é, sobretudo, as taxas de juros de atraso e de rotativo — elas encarecem extremamente a dívida do cartão de crédito.  

Quem já está vivendo essa situação, tenha calma! É possível renegociar as dívidas e, consequentemente, voltar a ter tranquilidade. 

Depois, não deixe de fazer um planejamento financeiro para evitar que o problema ocorra novamente! 

No mais, lembrando: conheça as condições imperdíveis do cartão Now, com ele fica mais fácil manter o controle das finanças! 

Receba nossa newsletter

Inscreva-se

O Internet Explorer está sendo descontinuado.
Por favor, use outro navegador para acessar o blog. Veja alguns navegadores que você pode utilizar: