• 16 de agosto de 2022
  • 8 minutos

Como fazer parte cooperativa de crédito

8 minutos

As condições do seu banco não têm te agradado? A boa notícia é que você pode ter muito mais vantagens financeiras ao fazer parte de cooperativa de crédito!

Esse tipo de instituição financeira não-tradicional existe no Brasil inteiro. O mais importante é que ela oferece várias vantagens para seus cooperados, a começar pelo atendimento personalizado… 

Um cooperado consegue, de fato, usufruir de produtos e serviços que tenham a ver com suas necessidades. 

A partir desse ponto, abre-se caminho para vários outros benefícios. Ah, além de tudo, as cooperativas de crédito são democráticas, qualquer pessoa pode fazer parte. 

E aí, ficou ainda mais interessado (a) no assunto? Continue por aqui, porque vamos passar pelos seguintes tópicos: 

  • Cooperativa de crédito: o que é? 
  • Cooperativa de crédito: como funciona? 
  • Cooperativa de crédito: como fazer parte? 
  • Perguntas frequentes sobre fazer parte cooperativa de crédito; 
  • Conclusão.

Não tenha dúvidas: essas dicas vão te levar para uma vida financeira mais saudável! 

Conheça o sistema de Cooperativas Ailos: a valorização de uma economia colaborativa, com a essência de quem faz diferente!

Cooperativa de crédito: o que é? 

O primeiro passo, para saber como fazer parte de cooperativa de crédito, é justamente entender do que se trata uma cooperativa de crédito. 

Então, vamos à explicação… 

Uma cooperativa de crédito é uma instituição financeira, só que diferentemente de um banco, ela é formada por uma associação de pessoas. 

Já a disposição de produtos e serviços costuma ser a mesma de uma instituição financeira tradicional.  

Dessa forma, você pode encontrar, por meio de cooperativas, o seguinte: 

Mas, uma observação aqui: com as cooperativas de crédito, todos os produtos e serviços têm condições muito melhores, como taxas e tarifas mais baixas. 

Já os princípios de uma cooperativa de crédito são: 

  • adesão voluntária e livre;
  • gestão democrática;
  • participação econômica dos cooperados; 
  • autonomia e independência no mercado financeiro; 
  • geração de conteúdos e educação financeira; 
  • cooperação;
  • interesse e atuação nas próprias comunidades das cooperativas.

Cooperativa de crédito: como funciona? 

Antes de tudo, vale ressaltar que as cooperativas de crédito são seguras. 

O funcionamento delas é pautado pela Lei n.º 5.764/71, que define a Política Nacional de Cooperativismo, assim como em decisões posteriores, como a Resolução n.º 3.859, do Banco Central (Bacen), referente às normas do cooperativismo de crédito.

Agora, vamos à parte mais prática, o que vai te ajudar a decidir sobre fazer parte de cooperativa de crédito. 

Bom, como dissemos, as cooperativas são formadas por sociedades de pessoas. E um grande diferencial é que todos do grupo têm o mesmo poder de decisão. 

Sim, isso mesmo, podemos dizer que um cooperado é usuário e, ao mesmo tempo, “dono do negócio”. 

Então, ele precisa participar de reuniões e assembleias, para expressar suas opiniões e desejos. O cooperado, de fato, tem o poder de decisão. 

Além disso, a essência de cooperação vale, também, para os ganhos. 

Só para esclarecer… Ao final do ano, o que tiver de sobra de ganhos da cooperativa de crédito, é repartida entre todos os membros. 

Ou seja, é um sistema completamente diferente dos bancos, já que esses têm como principal objetivo: geração de lucro, somente, para donos e acionistas. 

Além do mais, em bancos, as decisões, também, só cabem a donos e acionistas. 

Outros pontos que significam benefícios para você, junto a uma cooperativa de crédito, são taxas e tarifas mais baixas. 

É comum as instituições financeiras não-tradicionais oferecerem linhas de crédito com juros baixos, por exemplo. 

Afinal, lembrando:  a intenção não é a de obter lucros, mas, sim, atender às necessidades dos cooperados. 

As tarifas, pagas pelo uso de serviços, também são baixas ou, mesmo, ausentes. 

Cooperativa de crédito: como fazer parte? 

Agora, você já sabe o que é e como funciona uma cooperativa de crédito, certo? A tarefa, então, é a de entender como faze parte desse sistema.

Confira só os passos para se tornar um cooperado: 

1. Observe o estatuto social 

O estatuto social, para quem não sabe, é um tipo de documento que reúne as normas da instituição financeira. 

É nessa documentação que você vai encontrar: os objetivos, as regras, as regulamentações e outros pilares da cooperativa de crédito. 

Ou seja, observar o estatuto social, é conhecer mais a fundo a instituição. Além de tudo, é a forma para você saber quais serão seus papéis e direitos. 

Não deixe de conferir todas as informações e regras, antes de fazer parte da cooperativa de crédito! 

2. Conheça os serviços oferecidos

É certo que as cooperativas funcionam conforme as necessidades dos cooperados. 

Mas, ainda assim, pode haver distinção sobre os serviços e produtos disponíveis, entre uma instituição e outra. 

O que isso significa? O ideal é conhecer quais são os serviços e produtos oferecidos, antes de decidir fazer parte de cooperativa de crédito. 

Confira o que é possível ter e, claro, em quais condições — taxa de juros, valores de tarifas, limite de crédito e tudo mais. 

Todos os pontos precisam casar com suas necessidades e expectativas. Isso significa um excelente negócio, não se esqueça! 

3. Providencie a documentação exigida

Qualquer pessoa pode se tornar um cooperado. Nesse caso, é preciso apresentar alguns documentos. São eles: 

  • documento de identificação (RG; CNH ou carteira de trabalho);
  • CPF;
  • comprovante de residência;
  • comprovante de renda. 

Quem é casado (a), no papel, além daqueles documentos, deve apresentar: 

  • certidão de casamento;
  • documentos do esposo (a). 

4. Ofereça sua cota-parte 

A cota-parte é o valor que cada cooperado adquire, para fazer parte cooperativa de crédito. 

Observação: a soma das cotas-partes, de todos os cooperados, é o valor total do capital social da cooperativa

Pois bem! 

Você, então ao fazer parte de uma cooperativa de crédito, vai precisar adquirir a sua cota-parte (o valor mínimo varia de instituição para instituição). 

Esse dinheiro é usado para pagar custos operacionais da cooperativa, além disso, parte dele pode ficar rendendo na sua conta. 

Outro ponto é que, ao final do ano, caso tenha sobras das cotas-partes (considerando de toda cooperativa de crédito, ela é compartilhada entre todos os cooperados). 

Nese caso, cada um recebe o valor condizente com suas cotas. 

Conheça o sistema de Cooperativas Ailos: a valorização de uma economia colaborativa, com a essência de quem faz diferente!

Perguntas frequentes sobre fazer parte cooperativa de crédito

Quando o assunto é cooperativas de crédito, no Brasil, sempre vemos os mesmos tipos de perguntas. 

Para te dar ainda mais conhecimento, reunimos as principais questões e respostas, confira: 

Quem pode fazer parte de uma cooperativa de crédito? 

Qualquer pessoa pode fazer parte de cooperativa de crédito. Aliás, lembrando que um dos próprios princípios do cooperativismo é participações livres e voluntárias. 

Qual é a vantagem de fazer parte de uma cooperativa?

São várias as vantagens de fazer parte de cooperativa de crédito, bem como: 

  • acesso a produtos e serviços financeiros com juros e tarifas menores; 
  • participação em sobras financeiras anuais; 
  • poder de tomada de decisão sobre os negócios; 
  • acesso à educação financeira;
  • entre outras. 

O que um associado de uma cooperativa faz? 

O associado, de uma cooperativa de crédito, é mais do que um simples usuário dos serviços e produtos financeiros. 

Ele, também, é “dono” da instituição financeira não-tradicional. Ou seja, tem tomada de decisão e, além disso, possui participação nas sobras financeiras anuais.  

Conclusão

Então, o que achou das nossas dicas? 

Só para recapitular… Neste conteúdo, nós falamos sobre como fazer parte de cooperativa de crédito. 

Esse é um tipo de instituição financeira não-tradicional. Na prática, ela oferece produtos e serviços financeiros como os de bancos.

Mas, afinal, qual a diferença, então? As cooperativas possuem: 

  • taxas e tarifas menores (às vezes, as tarifas podem ser até inexistentes);
  • participação dos cooperados em sobras anuais (verba); 
  • tomada de decisão de todos os cooperados sobre os negócios;
  • geração e compartilhamento de educação financeira; 
  • interesse e atuação em comunidades (o que ajuda a fortalecê-las economicamente);
  • atendimento personalizado; 
  • maiores rendimentos financeiros aos cooperados; 
  • dentre outros benefícios. 

Tudo isso faz com que as cooperativas sejam bem diferentes e, consequentemente, mais interessantes do que as instituições financeiras tradicionais. 

E aí, quer fazer parte dessa colaboração? 

Entre em contato, agora mesmo, com o Ailos — sistema de cooperativas presentes em várias cidades do sul do Brasil! 

Já para saber mais sobre cooperativas de créditos, seus modos de funcionamento e vantagens, continue aqui pelo blog Ailos!

Receba nossa newsletter

Inscreva-se

O Internet Explorer está sendo descontinuado.
Por favor, use outro navegador para acessar o blog. Veja alguns navegadores que você pode utilizar: