• 12 de agosto de 2022
  • 8 minutos

Classificação das cooperativas de crédito: saiba quais são os tipos existentes

8 minutos

Então, você estava navegando pela internet, quando viu que os serviços de cooperativa de crédito podem servir para você. Mas, antes de tudo, o que são e quais as classificações das cooperativas de crédito

Saber as respostas, para isso, é imprescindível, o pontapé inicial de tudo. Afinal, para conseguir escolher uma cooperativa confiável (com seus respectivos serviços), é necessário saber e entender todos os  aspectos sobre ela, concorda?

Pensando nisso, nós da equipe Ailos, preparamos um verdadeiro guia, especialmente para você! 

Olha só o que vamos ver, especificamente, neste conteúdo: 

  • O que são as cooperativas de crédito?
  • Qual a finalidade das cooperativas de crédito? 
  • Quais são as características de uma cooperativa de crédito?
  • Qual a classificação das cooperativas de crédito? 
  • Federações de cooperativas x Cooperativas centrais de crédito;
  • Conclusão. 

Todas as respostas mais importantes estão nesta página. Então, vale demais continuar por aqui, e aproveitar as informações! Boa leitura! 

Conheça o sistema de Cooperativas Ailos: a valorização de uma economia colaborativa, com a essência de quem faz diferente!

O que são as cooperativas de crédito?

Antes de saber quais são as classificações das cooperativas de crédito, vamos ao começo de tudo. É importante saber o que, afinal, é uma cooperativa. Curioso (a) para a resposta? Vamos lá, então! 

De acordo com o Banco Central, cooperativas de crédito são instituições financeiras. Mas, assim como qualquer banco? Não. A grande sacada é que as cooperativas têm um modelo de atuação muito diferente de instituições financeiras tradicionais. 

Olha só o que acontece… As cooperativas, primeiramente, são formadas por associações de pessoas (cooperados, que adquirem cotas), sem fins lucrativos. Com esse tipo de formação, é possível gerar e compartilhar: conhecimentos, serviços, produtos e apoios.

Tudo isso de uma forma em que, verdadeiramente, haja senso de colaboração e, consequentemente, ganhos para todas as partes: cooperativas e cooperados. 

Aliás, outro fato sobre isso é que, sobre a cooperativa, todos os cooperados têm poder de decisão. Ou seja, quando você se torna um cooperado, acaba exercendo papel de usuário e de “dono”, ao mesmo tempo. 

Essa flexibilidade é bem diferente do que acontece em instituições financeiras tradicionais. Só aqui, as cooperativas de crédito já ficam anos-luz à frente, para quem realmente quer condições financeiras mais vantajosas! 

E olha que ainda há outros benefícios para comentarmos, então, continue aqui, neste conteúdo sobre classificação de cooperativas de crédito! 

Qual a finalidade das cooperativas de crédito? 

As cooperativas de crédito têm a finalidade de prestar educação financeira aos seus cooperados. Além disso, claro, elas oferecem serviços e produtos (que estão ligados a intermediações financeiras). 

Dentre eles, podemos citar: 

  • concessão de crédito; 
  • investimentos;
  • empréstimos;
  • financiamentos. 

Vale ressaltar que a essência do cooperativismo faz com que, o cooperado, tenha acesso mais fácil a vantajoso aos serviços financeiros. Isso porque as soluções das cooperativas são pensadas conforme o perfil e as condições dos associados. 

Um exemplo muito comum: por meio dessas instituições financeiras não-tradicionais, uma pessoa pode conseguir um empréstimo com juros mais baixos. Assim, fica mais fácil pegar crédito para pagar dívidas, fazer investimentos, começar um curso, enfim. 

O mais importante é essa democratização de produtos e serviços financeiros! 

Já o público que se beneficia das cooperativas é bem grande… Ele vai desde um jovem, que deseja saber mais sobre educação financeira, até pessoas mais maduras, que estão prestes a abrir um negócio próprio.

O interesse é despertado em todos, afinal, quem é que não quer: saber mais sobre finanças e ter acesso fácil a produtos e serviços financeiros? São condições imperdíveis, mesmo!  

Quais as principais vantagens das cooperativas de crédito?

Antes, ainda, de falarmos sobre classificação das cooperativas de crédito, vamos ressaltar os benefícios desse tipo de atividade. Veja o que é possível ter: 

Participação e ganhos democráticos 

O modelo, por si só das cooperativas de crédito, já é uma vantagem e tanto. Isso porque, vamos relembrar… 

Como se trata de uma atividade feita em colaboração, você como associado, acaba sendo, também, detentor dos negócios. Todos os bons resultados, dessa forma, são compartilhados entre todos os cooperados. Ou seja, você sai ganhando, também. 

É muito comum, por exemplo, que as cooperativas peguem as sobras de lucros anuais. Depois, distribuam, de um jeito em que todos os cooperados tenham benefícios comuns. 

Atendimento personalizado 

Aqui, podemos citar outro ponto bem diferente, do que acontece em instituições financeiras tradicionais. Estas possuem um número muito grande de clientes, por isso, não conseguem personalizar mais o atendimento. 

No caso das cooperativas de crédito, elas já começam suas atividades pensando nas necessidades dos cooperados. Elas, de fato, têm produtos e serviços perfeitos para os usuários. Além disso, conseguem dar mais indicações e explicações financeiras. 

Juros e tarifas mais baixas

Já, já, nós vamos falar sobre a classificação das cooperativas de crédito. Mas, calma, que ainda tem mais um benefício imperdível para comentarmos. 

As cooperativas, ainda, trabalham com juros mais baixos (como no exemplo do empréstimo, comentado anteriormente). Além disso, é possível conseguir outros produtos e serviços financeiros com taxas acessíveis. 

As tarifas, cobradas pelos serviços, também têm valores mais baixos — isso quando elas existem. Em alguns casos, as cooperativas de crédito nem realizam esse tipo de cobrança. 

Quais são as características de uma cooperativa de crédito?

Agora, que você já sabe qual a definição de cooperativas de crédito, vamos ver ou reforçar algumas características gerais? 

Veja mais sobre as instituições financeiras não-tradicionais… Elas possuem os seguintes aspectos: 

  • propriedade social;
  • adesão voluntária e livre;
  • gestao democrática;
  • ausência de fins lucrativos;
  • pensamento colaborativo;
  • cooperados também têm poder de decisão;
  • constante análise sobre o poder de compra e pagamento dos cooperados;
  • atuação em comunidades (mesmo as mais distantes e fechadas);
  • crescimento sempre por meio da cooperação;
  • divisão de sobras financeiras entre todos os cooperados.

Qual a classificação das cooperativas de crédito? 

Agora, sim, chegou a hora de conhecer quais são as classificações das cooperativas de crédito. 

Veja só os tipos existentes: 

Cooperativas singulares

Bom, a maioria das cooperativas, que vamos citar aqui, são da categoria singular. Elas são consideradas a base do sistema, além disso, são as mais comuns. 

Outras características das cooperativas singulares são a ligação delas com uma cooperativa central, e a prestação de serviços aos usuários

Plena 

O primeiro caso, que podemos falar, é a de cooperativa plena, que pode fazer todas as atividades financeiras, conforme as necessidades dos cooperados. 

Tanto é que as operações podem ser realizadas em câmbio nacional e internacional. Isso, claro, é excelente, pois aumenta as possibilidades para você, futuro cooperado. 

Clássica 

Dentro da classificação das cooperativas de crédito, ainda, podemos encontrar a clássica. No caso, esse é um tipo bem diferente do anterior, por exemplo. 

A clássica, para se ter uma ideia, não permite operações no mercado futuro nem no câmbio. Todas as transações devem ser feitas no real, mesmo. 

Capital e empréstimo

As cooperativas da categoria “capital e empréstimo” só permitem o uso de capital integralizado pelos cooperados. 

Dessa forma, as ações são mais simples, além disso, elas precisam ser feitas em real.

Cooperativas centrais 

Já as cooperativas centrais estão em um segundo nível. Um ponto diferencial é que elas mesclam características de outras categorias. 

Por exemplo, para serem chamadas de centrais, devem agrupar três cooperativas singulares. 

A principal função das cooperativas centrais é estudarem e definirem os melhores serviços aos cooperados. 

Confederações de cooperativas 

Ainda, existe um terceiro nível de cooperativas, estamos falando das confederações. 

Já o grande objetivo dessas confederações de cooperativas é reunir as centrais. Com isso, os cooperados conseguem ter uma estrutura ainda mais revisada e completa. 

Federações de cooperativas x Cooperativas centrais de crédito 

Tanto as federações de cooperativas quanto as cooperativas centrais de crédito reúnem, ao menos, três cooperativas singulares. 

A intenção delas é ajustar, em uma escala maior, os serviços e produtos oferecidos aos cooperados. 

Conheça o sistema de Cooperativas Ailos: a valorização de uma economia colaborativa, com a essência de quem faz diferente!

Conclusão 

Neste conteúdo Ailos, você pôde saber sobre classificação das cooperativas de crédito. De forma geral, existem as cooperativas singulares e centrais. As categorias se diferem entre os tipos de atividades financeiras permitidas. 

Então, na hora de escolher a sua cooperativa de crédito, avalie o que é possível conseguir por meio dela. Além disso, claro, tenha a certeza de que a cooperativa possui regularidade perante o Banco Central. Isso te garante mais segurança. 

Depois, é só aproveitar todos os benefícios que listamos aqui, dentre tantos outros. Não perca mais tempo, realize todos os seus sonhos ligados às finanças! 

Receba nossa newsletter

Inscreva-se

O Internet Explorer está sendo descontinuado.
Por favor, use outro navegador para acessar o blog. Veja alguns navegadores que você pode utilizar: