• 16 de janeiro de 2023
  • 11 minutos

O que é e como funciona o crédito rural?

11 minutos

Você sabe como funciona o crédito rural? Ele é um financiamento que auxilia produtores rurais, cooperativas e associações, envolvendo tanto a produção quanto a comercialização de produtos do setor agropecuário.

O crédito rural faz parte do Plano Safra e visa fomentar a agricultura no Brasil e o desenvolvimento econômico e social do setor. 

Além disso, os recursos vêm do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e de fundos constitucionais.

A solicitação do crédito rural pode ser feita por instituições financeiras e por cooperativas de crédito.

Se você é um produtor rural, deve estar se perguntando: mas como funciona o crédito rural? Como solicitá-lo e utilizar o crédito rural para as necessidades da propriedade rural e da produção agropecuária? 

Para responder essas perguntas e tirar todas as suas dúvidas, elaboramos este artigo com foco nas seguintes questões:

  • O que é crédito rural?
  • Quais são os benefícios do crédito rural?
  • Quem pode solicitá-lo?
  • Como funciona o crédito rural?

Neste artigo, o Ailos responderá todas essas perguntas com as informações mais importantes sobre o assunto e você saberá como funciona o crédito rural.

Boa leitura!

Está em busca de uma instituição financeira para solicitar crédito rural? Conte com o Ailos e conheça nossos serviços! 

O que é crédito rural?

A agropecuária é uma das principais atividades econômicas do Brasil, no qual os produtos são exportados e consumidos internamente. 

Para isso, é necessário a realização de investimento nas propriedades e na produção. Ou seja, é preciso utilizar o crédito rural.

Ele é um financiamento que auxilia produtores rurais, cooperativas e associações, oferecido por instituições financeiras.

Dessa maneira, o crédito rural serve para custear a produção e a comercialização dos itens agropecuários, bem como para fazer investimentos e a expansão da produção.

Assim, ele ajuda a reduzir os custos com empréstimos e facilita as negociações entre todos os produtores rurais envolvidos.

É importante ressaltar que o crédito rural pode ser subsidiado pelo governo ou ser privado, tendo a diferença na captação dos recursos. 

Dessa forma, enquanto o privado capta recursos próprios, o governo possui recursos controlados e recebe subsídios por meio de juros.

Para quem é destinado o crédito rural?

O crédito rural é destinado para pessoas físicas ou jurídicas (produtores rurais, cooperativas e associações) que têm atividades agrícolas, como:

  • agricultura;
  • pecuária;
  • atividade leiteira;
  • criação de gado de corte.

Além disso, os agentes envolvidos com pesquisa e outros serviços agropecuários e os serviços de escoamento da produção também são beneficiados com o crédito rural.

Como funciona o crédito rural?

Mas, afinal, como funciona o crédito rural? O crédito rural brasileiro é instituído pela Lei 4.829/1965 e é resguardado pelo Sistema Nacional de Crédito Rural (SNCR), que tem as suas normas de aplicação de recurso aprovadas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

Esse financiamento visa o desenvolvimento econômico e social do setor agrícola, disponibilizando recursos para custear e investir em bens e serviços relacionados à área.

Assim, os recursos para financiar esse setor são provenientes do BNDES e de fundos constitucionais.

Geralmente, os recursos disponibilizados variam conforme a safra e suas projeções, que tem origem em diferentes fontes, além de serem operados por bancos e cooperativas de crédito, como:

  • 1,6% provém do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé);
  • 3,8% são de recurso livres;
  • 6,6% são dos fundos constitucionais;
  • 10,2% são derivados do BNDES;
  • 36,4% provém dos recursos obrigatórios, sendo um percentual da quantia total dos depósitos à vista feitos nos bancos e repassado para o crédito rural;
  • 40,7% provém da poupança rural.

Vale ressaltar que o crédito rural beneficia desde o pequeno produtor até o grande produtor, atendendo todas as categorias.

Além de tudo isso, todos os anos, o governo destina verbas de crédito rural para incentivar a produção agrícola, sendo o maior incentivo o Plano Safra.

Ele disponibilizou no Plano Safra 2022/2023 linhas de crédito que ultrapassam R$ 340 milhões, o que já beneficia vários produtores rurais.

As verbas do Plano Safra pertencem a várias modalidades, como o Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) e o Pronamp (Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural).

O Pronaf é voltado para os pequenos produtores rurais e é uma iniciativa do Governo Federal. Ele busca fomentar a geração de renda, além de melhorar a produção familiar nas atividades rurais.

Já o Pronamp é um crédito para os médios produtores rurais que permite o financiamento para o custeio e investimentos em atividades agropecuárias, através de recursos federais. Assim, é possível financiar máquinas agrícolas e equipamentos.

Quais as modalidades existentes de crédito rural?

Agora que você já sabe como funciona o crédito rural, está na hora de conhecer sobre as modalidades de crédito rural.

Existem diferentes modalidades de crédito rural e explicaremos sobre cada uma delas a seguir.

Custeio

É a modalidade que serve para cobrir as despesas do plantio até a colheita. Além disso, pode ser utilizada para a compra de fertilizantes, adubos, insumos e defensivos.

Ela pode ser:

Agrícola

Auxilia com despesas no cultivo do solo para a produção de alimentos, como legumes, frutas, verduras e cereais.

Pecuário

Auxilia com despesas com animais para a produção de alimentos ou matéria-prima.

Investimento

É a modalidade que ajuda a conseguir maior competitividade no mercado e financiar investimentos fixos ou semifixos. 

Assim, o investimento serve para os gastos com benfeitoria para a propriedade rural, como:

Investimentos em construção

Auxilia nas construções, benfeitorias e instalações na propriedade rural.

Reformas

Auxilia nas reformas onde for necessário dentro da propriedade rural.

Aquisição de equipamentos

O investimento ajuda na compra de máquinas e equipamentos rurais.

Comercialização

Serve para viabilizar as despesas com a venda dos produtos e para financiar estocagem, adiantamento de valores ao produtor e duplicata rural.

Ela compreende a pré-comercialização e pode ser utilizada para adiantar valores aos cooperados.

Além disso, serve para a antecipação de vendas dos produtos ainda não entregues e benfeitorias de armazenagem da produção.

Pode ser utilizada para:

Financiamento de estocagem

Serve para armazenar e conservar os produtos agropecuários para a sua venda em melhores condições.

Equalização de preços

Auxilia para que os preços de tudo que é utilizado pelos produtores rurais seja mais equilibrado e com melhores condições de negociações.

Industrialização

A modalidade de industrialização possibilita industrializar os produtos agrícolas. Ela abrange ações como pasteurização, secagem, descascamento dos insumos, refrigeração e limpeza.

Ela pode ser utilizada por:

Produtores individuais

O produtor individual desenvolve atividade agropecuária, podendo ser proprietário ou não da área rural.

Cooperativas e associados

As cooperativas e associados são compostos por produtores rurais e pequenos agricultores, visando que todos possam ser beneficiados com a venda dos produtos agrícolas e a compra de insumos.

Quais são os benefícios do crédito rural?

Todos os produtores rurais que solicitam o crédito rural tem vários benefícios, além de investir nas atividades rurais e na compra de equipamentos. 

Confira alguns deles:

  • Modalidade ideal para cada finalidade: todos os recursos são voltados para cada tipo de atividade, como o Funcafé para cafeicultores.
  • Taxas de juros reduzidas: os percentuais podem ser reduzidos conforme a modalidade de crédito escolhida, com variações entre 0,5% a 10,5% ao ano. Além disso, os percentuais cobrados são menores e pode ocorrer a isenção de algumas tarifas.
  • Prazos de pagamento mais facilitados: os prazos de pagamento costumam ser entre um e dois anos, mas existem financiamentos que podem ter um prazo de pagamento de até 10 anos.
  • Expansão das operações: o crédito de custeio agrícola possibilita aumentar a produção, melhorar a renda e diversificar as atividades.
  • Valores de acordo com as necessidades de cada produtor rural: o valor disponibilizado varia conforme o produto que será plantado e a capacidade de pagamento, por exemplo.

Vale ressaltar que para ter esses benefícios e todas as vantagens do crédito rural, assim como bons resultados, os produtores rurais precisam ter um planejamento com metas definidas do que deve ser feito.

Portanto, é preciso verificar como anda a gestão da propriedade rural e da produção e ver se o crédito está sendo utilizado para o que tinha sido planejado. Isso garantirá o crescimento do seu negócio e o crescimento do setor de agropecuária.

Qual a importância das cooperativas de crédito?

As cooperativas de crédito são compostas por cooperados que participam da gestão e aproveitam os produtos e serviços oferecidos pela instituição.

É possível encontrar nas cooperativas os principais serviços fornecidos pelos bancos, como:

  • cartões de débito e crédito;
  • abertura de conta corrente;
  • aplicações financeiras;
  • financiamentos;
  • taxas de juros mais baixas;
  • empréstimos.

Assim, o funcionamento das cooperativas de crédito se assemelha ao funcionamento de um banco comercial. 

Nas cooperativas, os cooperados são vistos da mesma forma, pois o cooperativismo não tem como finalidade o lucro, mas auxiliam as pessoas a fazerem parte delas e ajudá-las.

Por isso, os produtores rurais que fazem parte de cooperativas e solicitam o crédito rural, fazem parte desse sistema e garantem mais tranquilidade para investir na sua propriedade rural e na sua produção.

Caso queira saber mais sobre cooperativas, leia o artigo em nosso blog: Conheça as maiores cooperativas de crédito no Brasil e como funcionam!

Como solicitar o seu crédito rural?

A solicitação de crédito rural é feita depois que o produtor rural escolhe a instituição financeira ou cooperativa de crédito.

Para solicitar, é necessário o desenvolvimento de atividades relacionadas ao agronegócio e cada instituição financeira adota os seus critérios de análise de crédito.

Além disso, é preciso saber em qual classificação o produtor rural se encaixa. Há três classificações que seguem a Receita Bruta Agropecuária Anual, podendo ser:

  • Pequeno produtor: R$ 500 mil;
  • Médio produtor: de R$ 500 mil até R$ 2,4 milhões;
  • Grande produtor: acima de R$ 2,4 milhões.

Após saber a classificação que você se encaixa e como funciona o crédito rural, procure as instituições com as linhas de crédito disponíveis para atender você e leve a seguinte documentação:

  • Imposto territorial;
  • Certificado de cadastro de imóvel rural;
  • Declaração ambiental;
  • Declaração de aptidão do produtor;
  • Cópia da matrícula da propriedade;
  • Cadastro Ambiental Rural (CAR).

Vale ressaltar que a documentação pode variar conforme a instituição financeira que o produtor solicitar o crédito rural.

Além disso, ele deve cumprir os seguintes requisitos:

  • Apresentar um plano simplificado ou projeto técnico com os meios pelos quais o financiamento está sendo solicitado.
  • Ter um cronograma definido para o uso e reembolso do valor.
  • Apresentar informações de localização da propriedade rural e capacidade de pagamento, bem como os dados de PF ou PJ.

O prazo de pagamento do crédito rural pode variar de acordo com a finalidade e a modalidade, o plano de produção e a fonte dos recursos. 

Assim, tudo deve ser devidamente analisado na cooperativa de crédito ou instituição financeira, que também terão as garantias acordadas previamente com o produtor rural.

As cooperativas Ailos disponibilizam várias opções de empréstimos e financiamentos para empresas de todos os portes e segmentos, inclusive para os produtores rurais. 

Além disso, o Ailos ainda disponibiliza simulação para que possa verificar a melhor opção de crédito para a sua empresa. 

Conheça o sistema de Cooperativas Ailos para o seu negócio e realize os seus sonhos.

Conclusão

Já deu para perceber que o crédito rural é fundamental para os produtores rurais e que eles podem trazer várias vantagens para a expansão e investimento da propriedade rural e a sua produção como um todo.

Entretanto, depois de saber como funciona o crédito rural, é preciso escolher a instituição financeira ou cooperativa de crédito que atenda as necessidade e foque no fomento da agricultura no Brasil. 

Para isso, conte com o Ailos para solicitar o seu crédito rural, pois ele é uma cooperativa de crédito para empresas de todos os tamanhos e produtores rurais.

Conheça as nossas opções de crédito hoje mesmo para expandir a sua produção rural. Entre em contato conosco!

Caso tenha interesse em ler mais conteúdos sobre o assunto, conheça os outros artigos já disponíveis em nosso blog

Confira alguns temas que podem ser do seu interesse:

ailos_blog_admin

Receba nossa newsletter

Inscreva-se

Faça um comentário

Últimos comentários (0)

Ocultar comentários
O Internet Explorer está sendo descontinuado.
Por favor, use outro navegador para acessar o blog. Veja alguns navegadores que você pode utilizar: