• 15 de agosto de 2022
  • 11 minutos

Tesouro IPCA: o que é, tipos, qual melhor e mais!

11 minutos

Você já se perguntou o que significa o Tesouro IPCA? Apesar de parecer uma sigla muito complexa e um tema muito denso, não é difícil compreender o que eles significam. 

Para ficar mais fácil, vamos considerar um exemplo prático. Apenas na região de Mato Grosso do Sul, a Secretaria de Estado de Saúde divulgou que foram investidos mais de R$ 857.438.379,92 no setor de saúde, no período de Setembro a Dezembro de 2021. 

Investimentos governamentais como este só são possíveis quando existe dinheiro em caixa, a fim de melhorar a infraestrutura do país. 

Estes valores arrecadados podem vir, dentre outras fontes, dos títulos públicos emitidos pelo Governo, que reúne recursos para investimentos recorrentes, com o tempo. 

É neste momento que o Tesouro IPCA ganha vida. Ele é emitido pelo Governo e caracterizado como um investimento conservador, com lucratividade a longo prazo. 

Quando um investidor compra o título, está como que emprestando uma parcela do seu dinheiro ao Governo, que restituirá o valor com juros, segundo a inflação e uma taxa previamente fixada. 

Mas você talvez ainda tenha dúvidas sobre o tema, tais como:

  • Quais são os tipos de tesouro IPCA existentes?
  • Quanto este título rende?
  • Quais as vantagens deste investimento?
  • E como investir na prática?

Pensando nisso, para te ajudar, a equipe Ailos desenvolveu este artigo completo, com tudo o que você precisa saber sobre Tesouro IPCA. Leia até o final e descubra informações essenciais antes de investir. Acompanhe! 

Descubra tudo sobre os melhores investimentos financeiros do mercado com o Sistema Ailos e veja o seu dinheiro rendendo! 

O que é tesouro IPCA?

O Tesouro IPCA, diferentemente de outros títulos do Tesouro Direto, que também são emitidos pelo Governo, considera a inflação como um de seus principais índices.

Por conta disso, sua rentabilidade acaba sendo híbrida, com parte do valor prefixado, ou seja, você já sabe qual a taxa de juros e rendimento esperados. 

E outra parte pós-fixada, que se baseia na inflação e é corrigida conforme ela oscila, garantindo que seu dinheiro não se desvalorize com o tempo, mas sim valha mais. 

Isso é uma garantia de que você, investidor, sempre terá uma rentabilidade acima da inflação, com a segurança de lucros e baixas expectativas de perda. 

Devido a isso, ele é indicado para compor a sua carteira de investimentos no longo prazo, uma vez que tem data para ser resgatado e obter o valor em mãos. 

Se você está em busca de investimentos mais seguros e conservadores, sem grandes riscos de perda, este ativo pode ser a opção ideal. 

A única ressalva é para o fato de que sim, até mesmo ele sofre com as oscilações do mercado. 

Quais os tipos de tesouro IPCA? 

Existem 2 tipos principais com características próprias e taxas de juros diferenciadas, confira:

Tesouro IPCA+ Juros semestrais (NTN-B)

O tipo NTN-B apresenta juros semestrais. Isso significa que o investidor recebe pagamentos a cada 6 meses, sem precisar esperar a data final de vencimento do título para começar a obter lucros. 

Vale ter atenção, porém, à incidência do imposto de renda sobre estes valores. Todos os pagamentos terão a taxa de IR, ao invés de ser cobrado uma vez só durante o resgate final. 

Tesouro IPCA+ (NTN-B Principal)

O NTN-B Principal, como o nome sugere, é a principal modalidade, mais recomendada para quem está começando a investir agora e deseja respeitar a data de vencimento do título para fazer o resgate. 

Esta é a modalidade tradicional, em que você compra o título e só recebe os valores correspondentes ao seu rendimento na data de vencimento. 

Qual o melhor Tesouro IPCA?

Talvez você esteja se perguntando qual a melhor opção para começar a se aventurar neste universo. A verdade é que tudo depende das suas preferências e necessidades. 

Se você acredita que não será capaz de esperar anos até a data de resgate de um título, talvez seria interessante apostar no NT-B com juros semestrais. 

Caso contrário, a melhor opção é o NTN-B Principal, que escolhe a data de resgate e tem certeza do valor cheio ao final da experiência. 

Vale lembrar que ambos oferecem a possibilidade de venda, caso seja necessário, antes do tempo determinado. Em situações assim, o próprio Tesouro Nacional recompra o título no valor de mercado do momento. 

Isso, por sua vez, pode te fazer perder dinheiro com o investimento, já que ele seria 100% interessante e lucrativo apenas na data de resgate final. São pontos de atenção que precisam ser considerados. 

Quanto rende o Tesouro IPCA?

Os valores de rendimento dos títulos de Tesouro IPCA não são nenhum segredo. Estão disponíveis no site do Tesouro Direto. Você pode fazer simulações conforme o valor que está disposto a investir. 

Confira esta tabela, disponibilizada pelo Tesouro Direto, com as informações de rentabilidade e vencimento de cada título:

TítuloRentabilidade anualInvestimento mínimoPreço UnitárioVencimento
TESOURO PREFIXADO 202512,56%R$ 36,64R$ 732,8401/01/2025
TESOURO PREFIXADO 202912,42%R$ 32,29R$ 461,3901/01/2029
TESOURO PREFIXADOcom juros semestrais 203312,49%R$ 35,94R$ 898,6601/01/2033
TESOURO SELIC 2025SELIC + 0,1300%R$ 116,23R$ 11.623,2401/03/2025
TESOURO SELIC 2027SELIC + 0,1736%R$ 115,69R$ 11.569,3101/03/2027
TESOURO IPCA+ 2026IPCA + 5,43%R$ 31,59R$ 3.159,1315/08/2026
TESOURO IPCA+ 2035IPCA + 5,67%R$ 38,71R$ 1.935,7215/05/2035
TESOURO IPCA+ 2045IPCA + 5,67%R$ 33,50R$ 1.116,8315/05/2045
TESOURO IPCA+ com juros semestrais 2032IPCA + 5,59%R$ 41,38R$ 4.138,6815/08/2032
TESOURO IPCA+com juros semestrais 2040IPCA + 5,65%R$ 41,72R$ 4.172,4415/08/2040
TESOURO IPCA+com juros semestrais 2055IPCA + 5,76%R$ 41,02R$ 4.102,2015/05/2055

Assim, o Tesouro IPCA rende conforme a quantidade investida, a taxa prefixada e o valor acumulado da inflação durante o período. 

É por isso que, para saber realmente o que esperar, o ideal é fazer simulações. Vale lembrar também que o valor final, do momento do resgate, é sempre maior que a inflação, garantindo seu poder de compra. 

Quais as características do tesouro IPCA?

O Tesouro IPCA, diferentemente de outras modalidade de investimento, apresenta características específicas, tais como:

  • liquidez;
  • rentabilidade;
  • taxas;
  • e segurança.

Explicamos cada um desses pontos abaixo, para que você entenda perfeitamente quais são os diferenciais.

Liquidez

Liquidez é a capacidade de um ativo em se transformar em dinheiro em pouco tempo. Quanto mais liquidez um ativo tiver, mais fácil é trocá-lo, vendê-lo ou comprá-lo a qualquer momento. 

O título apresenta liquidez diária. Assim, apesar de ter um prazo pré-estabelecido, você pode resgatar o dinheiro em qualquer dia útil. 

Rentabilidade

Por conta dos índices que o ativo considera, como o IPCA, inflação e Selic, se torna muito rentável e vantajoso. 

Uma simulação interessante, que chama a atenção, é para o Tesouro IPCA+ 2045:

  • a data de resgate é 15/05/2045;
  • o valor inicial investido é de R$ 1.000,00;
  • feitos 275 aportes mensais a R$ 100,00;
  • o valor total investido será de R$ 28.500,00;
  • enquanto isso, o resultado bruto será de R$ 92.051,43;
  • desconto do Imposto de Renda de - R$ 9.537,85;
  • desconto da taxa da B3 de - R$ 1.439,49;
  • resultando no valor líquido de R$ 79.811,23.

Esses valores expressivos são interessantes, não acha? Este aporte mensal e o investimento inicial se valorizam ao longo do tempo e superam a inflação, trazendo um resultado positivo. 

Taxas

Existem algumas taxas específicas para investir, como:

  • Taxa de custódia da B3 (Bolsa de Valores brasileira), com cerca de 0,20% ao ano sobre o investimento. Ela é cobrada para manter seu título em movimentação;
  • Taxa de administração da corretora de valores escolhida, que pode ser nulo dependendo da instituição;
  • Imposto sobre Operação Financeira (IOF), que incide sobre os investimentos que precisam ser resgatados em até 30 dias;
  • e Imposto de Renda (IR), que é pago conforme o tempo de duração da aplicação.

Um bom modo de identificar o valor do Imposto de Renda no caso da sua carteira de investimentos é seguir essa tabela de tempo x alíquota: 

TempoAlíquota (%)
Máximo de 180 dias 22,5%
De 181 a 360 dias20%
De 361 a 720 dias17,5%
Acima de 720 dias15%

Segurança

Outro ponto positivo é a segurança e previsibilidade. Por ser um título do Governo, classificado como renda fixa, seu patrimônio é protegido pelo Tesouro Nacional.

Ainda, essa modalidade dá ao investidor a certeza de que seu dinheiro sempre renderá mais do que a inflação, impedindo a desvalorização. 

Quando investir no Tesouro IPCA?

Como você já sabe, até mesmo títulos mais seguros sofrem com os fatores externos da economia e se tornam suscetíveis ao cenário econômico mundial. 

Em momentos de crise, onde todos estão querendo vender seus títulos, inclusive os públicos, diferentemente das ações, eles se valorizam e aumentam sua taxa de juros. 

Assim, vale a pena usar a racionalidade e avaliar se, em momentos de crise, os títulos estão vantajosos, oferecendo taxas maiores. Se este for o caso, vale a pena comprar. 

É importante não se apavorar para não acabar comprando sem consciência ou vendendo títulos sem base. Paciência e estudo devem te mover à ação. 

Quais outros tipos de tesouro nacional?

Existem outros títulos nacionais que são altamente lucrativos e seguros. Vale a pena conferir quais deles atendem às suas necessidades e se encaixam no seu perfil de investidor. 

Selic

O Tesouro Selic utiliza principalmente a Taxa Selic para medir resultados. Logo, quando ela sofre oscilações e cai, os rendimentos também diminuem. 

Hoje, a Taxa Selic está no seu melhor momento desde 2021, com 12,75% ao ano. Isso quer dizer que, qualquer título que se baseie nela, neste período, tem boas expectativas de retorno. 

Prefixados

O Tesouro Direto Prefixado, como o próprio nome sugere, tem taxas prefixadas, demonstradas no momento da compra. 

Com isso, você sabe exatamente quanto o seu ativo renderá e qual será o seu lucro ao final do período.A lucratividade real, porém, só é vista com o desconto da inflação. 

Quais as diferenças entre Tesouro IPCA e Selic?

O Tesouro Selic utiliza a taxa Selic como principal índice de rentabilidade, enquanto o IPCA utiliza a taxa que leva seu nome, independente da inflação. 

Por este motivo, você não perde dinheiro caso precise fazer resgates antecipados, como acontece no IPCA. 

Assim, se o seu objetivo é alocar seus recursos como reserva de emergência, por exemplo, o mais interessante é manter no Tesouro Selic, com resgate instantâneo.

Como investir no Tesouro IPCA? 

Investir é muito simples: basta acessar o site do Tesouro Direto, do Governo Federal, e conferir as opções disponíveis. 

A melhor parte é que, antes de investir, de fato, você tem a opção de fazer uma simulação do seu ativo conforme o tempo e valor unitário do mesmo. 

Basta informar quanto você deseja investir e quanto deseja resgatar no futuro, com o mesmo investimento. 

O único lembrete é que, para investir, seu aporte mensal precisa ser superior a R$30,00. Este é o valor mínimo do investimento. 

Se você escolher o Tesouro IPCA+ 2035, por exemplo, e fazer aportes mensais de R$30,00 até a data do resgate, seu total investido será de R$ 4.750,00, enquanto que seu resultado esperado, com todas as taxas e índices, será de R$ 8.095,66. 

Ou seja, você consegue extrair um valor líquido, de lucros, de mais de 4 mil reais se respeitar a data de vencimento do título e estiver disposto a esperar. 

A verdade é que o tempo vai passar de qualquer forma, mas tudo depende de você usá-lo a seu favor, com investimentos de valor mais expressivo como este. 

Assim, basta escolher o tipo de Tesouro IPCA que melhor atende às suas necessidades, contar com o recurso de simulação do investimento e avaliar quanto deseja selecionar para os aportes mensais. 

É interessante que, além dele, você também pode investir em outras opções, especialmente através de contas digitais, que facilitam o acesso a estes títulos. 

Aqui na Ailos, por exemplo, você pode:

  • abrir sua conta digital sem nenhuma tarifa de manutenção;
  • fazer simulações e contratar títulos mais conservadores e seguros;
  • ver seu dinheiro rendendo muito mais do que a poupança;
  • ter a segurança da garantia do Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito (FGCOOP);
  • e possibilidade de resgatar o seu investimento a qualquer momento, sempre que precisar. 

Você tem acesso a todos esses benefícios e ainda apoia a sua comunidade, que cresce com os bons resultados do cooperativismo e suas ações sociais. 

Invista certo e o tempo será seu melhor amigo. Confira todas as opções de investimento do sistema Ailos!

Perguntas Frequentes sobre Tesouro IPCA:

Confira agora as respostas a algumas perguntas super frequentes que as pessoas fazem sobre o tema. 

Quando resgatar o meu tesouro IPCA?

O ideal é resgatar apenas na data de vencimento do título, específica para isso. Caso você precise retirar o dinheiro antes, pode acabar se prejudicando. 

Quais os riscos de investir no Tesouro IPCA? 

Este é um dos títulos mais seguros. Apesar de não ter a garantia do FGC (Fundo Garantidor de Crédito), tem o respaldo do Tesouro Nacional. 

Você se arrisca apenas quando resgata o dinheiro antes do prazo de vencimento estabelecido. 

Tesouro IPCA: vale a pena? 

Sim! Vale a pena, especialmente para aqueles que desejam investir em títulos de longo prazo, mais seguros e que rendem mais que a inflação. 

Conclusão

Percebeu como o Tesouro IPCA é vantajoso? Neste artigo, você aprendeu tudo sobre o tema e agora já sabe quando investir, em qual fazê-lo e quando é possível resgatar o valor aplicado. 

Se você gosta de conteúdos sobre educação financeira e economia colaborativa, precisa conferir o Blog Ailos! Você pode se interessar pelo artigo “como poupar dinheiro para alcançar os seus objetivos financeiros”. Basta ler para aprender mais! 

Receba nossa newsletter

Inscreva-se

O Internet Explorer está sendo descontinuado.
Por favor, use outro navegador para acessar o blog. Veja alguns navegadores que você pode utilizar: