• 8 de agosto de 2022
  • 7 minutos

RDC Investimento: o que é, como funciona e vantagens

7 minutos
Foto: Pexels | RDC Investimento: o que é

Para investidores com perfil de investimento para aplicações de baixo risco e que, ainda assim, proporcionem mais solidez e rentabilidade, o RDC investimento costuma ser uma boa opção.

Em alguns casos, dependendo da estratégia de investimento e do dinheiro aplicado, o RDC investimento pode ainda ser mais lucrativo do que os CDBs das instituições financeiras tradicionais, e sendo igualmente seguro.

Mas você sabe o que são os investimentos RDC? Quer saber como investir nesse tipo de depósito? A equipe Ailos preparou um conteúdo especial para tirar as suas dúvidas e te informar sobre o assunto. Acompanhe abaixo e boa leitura!

Somos a força de 13 cooperativas que juntas trazemos desenvolvimento e melhora na qualidade de vida da comunidade e de nossos afiliados. Clique aqui para saber mais sobre o Sistema Ailos.

O que é RDC?

Primeiro, vamos entender melhor sobre a denominação desse investimento: o RDC (Recibo de Depósito Cooperativo) é uma aplicação de renda fixa, que conta com liquidez diárias, pré ou pós fixadas.

Para fazer jus ao nome, o RDC é um investimento específico para associados de cooperativas, como os cooperados da Ailos. Assim, apesar de não ser obrigatório, ele é muito interessante para investidores que pensam em aplicações com prazo de investimento variável e com remuneração em intervalos de tempo pontuais.

Como funciona o RDC?

No RDC investimento, os recursos são captados pelas cooperativas e utilizados em atividades financeiras do ramo, apoiando as comunidades locais e investindo no desenvolvimento delas.

Ainda na mesma perspectiva, em paralelo a isso, o investidor recebe uma taxa de rentabilidade, que é definida no momento da aplicação.

O RDC possui um rendimento que vai depender da política de remuneração envolvida e do prazo estipulado do investimento. Ainda assim, os Recibos de Depósito Cooperativo rendem mais do que a poupança; mais um motivo para apostar nesse tipo de investimento.

RDC investimento: quais as vantagens?

Foto: Unsplash | RDC Investimento: quais as vantagens

O investimento RDC é bom e conta com diversos benefícios que agradam aos mais variados perfis de investidores, como liquidez diária, menos taxas e maior remuneração.

Segurança

Os investimentos RDC são altamente seguros.

É importante destacar que o RDC conta com proteção do FGCOOP, que é o Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito. O FGCOOP assegura até R$250 mil por CPF e CNPJ; perfeito para investidores que buscam por uma rentabilidade sem muitos imprevistos, sem se preocupar com calotes ou grandes oscilações.

Rentabilidade

Como já mencionamos anteriormente, o rendimento do RDC pode ser pré ou pós fixado.

Na rentabilidade pré-fixada, o investidor já sabe previamente quanto vai ganhar na sua perspectiva de investimento, garantindo um planejamento mais assertivo no momento do resgate.

No rendimento pós-fixado, o indicador relacionado costuma ser o CDI, que é a taxa base dos empréstimos bancários; quando um banco precisa de um montante financeiro para fechar seu caixa no dia (tudo regulamentado pelas normas do Banco Central). O CDI conta com uma referência abaixo da taxa Selic

Falando ainda dos rendimentos pós-fixados, apesar de não ser possível afirmar com exatidão quanto o investidor irá receber, é possível obter uma estimativa aproximada – e os retornos costumam ser de grande rentabilidade

Flexibilidade

O RDC conta com alta flexibilidade. É um tipo de investimento que oferece diversos títulos, deixando livre para o investidor a redução de pagamento de impostos, também.

Além disso, em algumas entidades financeiras, é possível também contar com ferramentas de agendamento e automação. Isso traz maior controle para o investidor, evitando a perda de boas oportunidades e assegurando mais tranquilidade para os investimentos.

Distribuição entre cooperados

Quando investindo em RDCs, que são títulos exclusivos de cooperativas, o investidor adquire uma cota parte para integrar como associado, garantindo voto nas Assembleias Gerais da cooperativa em questão e recebendo as sobras quando a instituição tiver resultados positivos. São mais lucros para o investidor.

Quem deve investir em RDC?

Foto: Unsplash | Quem deve investir em RDC

Foto: Unsplash | Quem deve investir em RDC

Os Recibos de Depósito Cooperativo são indicados para investidores que preferem a segurança da renda fixa e não querem lidar com oscilações com relação aos valores de aplicação e de retorno. São investimentos que, também, não possuem taxa de administração nem come-cotas.

Para ter certeza de que o RDC investimento é um tipo vantajoso para o seu perfil de investidor, é importante saber suas diferenças com relação ao RDB e o CDB.

RDC x RDB x CDB

Para diferenciar o Depósito Cooperativo dos demais tipos de investimento em poupança, é interessante saber suas diferenças com relação às demais aplicações similares.

O RDB (o Recibo de Depósito Bancário), por exemplo, é muito parecido com o RDC, mas a sua liquidez não é tão vantajosa quanto o Depósito Cooperativo – ou seja, o tempo de resgate do valor investido é diferente. 

Ainda assim, o RDB também conta com a segurança do FGC, o Fundo Garantidor de Crédito.

Já o CDB, o conhecido Certificado de Depósito Bancário, funciona com a famosa operação de empréstimo de investimento para os bancos (feita pelos investidores interessados), que devolve esse valor com acréscimo de juros, posteriormente. Os valores variam de instituição e, apesar de ser um investimento igualmente seguro, não contam com a participação de lucros oferecida pelo RDC.

Assim, quando falamos da perspectiva RDC x Poupança, os fundos de investimento aliados às cooperativas oferecem a mesma segurança, porém com maior retorno financeiro.

Sendo favorável também para os investidores que se preocupam bastante com a liquidez diária, existem opções de RDC que oferecem resgate a qualquer momento, com alternativas que não possuem carência.

Taxas do RDC

Como os títulos de renda fixa no geral, o RDC sofre com a incidência do Imposto de Renda e do IOF; conhecer os índices das taxas é essencial antes de optar por esse tipo de investimento:

IR

O Imposto de Renda atua no RDC apenas em seus rendimentos, e cobra taxas de maneira regressiva, seguindo sua tabela de prazos e alíquota; confira:

  • em uma permanência de até 180 dias, a alíquota é de 22,5%;
  • entre 181 a 360 dias, a alíquota cai para 20,0%;
  • em um período de 361 a 720 dias, a taxa é de 17,5%;
  • e acima de 720 dias de permanência da aplicação, a taxa cai para 15,0%.

IOF

Quando o assunto é o Imposto sobre Operações Financeiras, no caso dos RDCs, só é cobrado se for feito um resgate de aplicação em um período inferior a 30 dias.

É preciso ser associado para investir em RDC?

Sim, é preciso ser associado à uma cooperativa para investir em RDC, abrindo uma conta cooperativa para ter essa participação.

No geral, não é um processo burocrático e, atualmente, diversas instituições cooperativas contam com os mais variados formatos de aplicação que se encaixam com muitos perfis de investimento.

É por meio dessa associação que, além de ser possível investir nos Recibos de Depósito Cooperativo, o investidor em questão recebe a participação dos lucros da cooperativa ao qual é associado, contribuindo também para o crescimento da instituição e dos que são beneficiados por ela.

Por ser exclusivo de cooperativas, o RDC investimento deve começar com uma análise criteriosa na escolha da instituição envolvida – do mesmo modo que temos muito cuidado na escolha do banco que resolvemos poupar nosso dinheiro ou nas ações quando investidos em ativos na bolsa de valores, por exemplo.

Vale a pena a aplicação RDC?

Foto: Unsplash | Quem deve investir em RDC

Para investidores que optam por aplicações mais seguras e com rendimentos com pouca oscilação, o RDC é uma opção muito favorável.

Como explicamos no artigo, o RDC também oferece um planejamento maior com relação aos valores investidos e à sua liquidez, fatores que influenciam na escolha desse tipo de investimento.

Além disso, outro incentivo positivo é o retorno advindo dos lucros da cooperativa envolvida – vantagem que não é característica do Recibo de Depósito Bancário e do Certificado de Depósito Bancário, por exemplo.

Fazer parte do cooperativismo transforma e desenvolve a sua comunidade. Faça parte desse projeto! Clique aqui para conhecer o trabalho do Sistema Ailos e se associar a nós.

Conclusão

Com menos taxas e maior remuneração, o RDC é um investimento vantajoso e seguro, que oferece ao investidor envolvido uma aplicação sem dores de cabeça, sem grandes burocracias para investimento, e com índices menores das taxas envolvidas. Em resumo, você paga menos e ganha mais.

Além disso, investimentos são uma forma de fazer o seu dinheiro trabalhar para você. Com a aplicação dos Recibos de Depósito Corporativo, mais do que contar com um retorno financeiro vantajoso, você ajuda no desenvolvimento da comunidade envolvida e garante uma aplicação consciente do seu capital.

Sendo o cooperativismo um modelo socioeconômico que, além de ser alternativo, também é bastante democrático, priorizando a transformação e benefício das famílias locais e atuando sem fins lucrativos. Conheça mais sobre os conceitos de cooperativismo de que forma ele beneficia milhares de pessoas clicando aqui. 

Gostou desse artigo?

Leia também:

Valores a receber do Banco Central: tudo o que você precisa saber

Como o cenário econômico impacta os seus investimentos

Receba nossa newsletter

Inscreva-se

O Internet Explorer está sendo descontinuado.
Por favor, use outro navegador para acessar o blog. Veja alguns navegadores que você pode utilizar: