• 6 de outubro de 2022
  • 11 minutos

Em dúvida entre consórcio ou financiamento? Saiba qual escolher

11 minutos
Consórcio ou financiamento 2022

Quando uma pessoa está em dúvida se deve fazer um consórcio ou financiamento, é comum que indiquem que ela deve guardar dinheiro para fazer a sua compra, pois ambos cobram taxas que fazem com que você pague bem mais caro do que se comprasse à vista. 

Mas infelizmente, quando a compra se trata de algo que tem um valor alto, como no caso de um imóvel ou de um carro, poucas pessoas têm dinheiro disponível para pagar à vista. E é por isso que elas recorrem a um consórcio ou financiamento.

Por exemplo, quem precisa de uma casa para morar não pode esperar 20 ou 30 anos para conseguir juntar dinheiro e então comprar o imóvel, deste modo, faz sentido pagar pouco a pouco enquanto está usufruindo dele, mesmo que esteja arcando com algumas taxas do consórcio ou financiamento.

É claro que quem disse que nenhum dos dois é bom não está totalmente errado, afinal de contas, ambos realmente cobram juros altos, mas isso faz parte do mercado financeiro.

E para te ajudar a entender mais sobre esse mercado e sobre as opções de consórcio ou financiamento, preparamos esse artigo completo sobre o tema. Vem com a gente!

Conheça as nossas soluções de crédito que cooperam com as pessoas, seus sonhos e negócios.

Consórcio ou financiamento

O que é financiamento 

O financiamento é um contrato de crédito que permite que você consiga recursos para realizar um objetivo específico, com uma instituição financeira emprestando dinheiro, como um banco.

Esse tipo de financiamento costuma ser feito por quem precisa realizar uma compra grande, mas não tem como pagar à vista, como a compra de um carro ou de uma casa.

Então, diferente de outras modalidades de crédito, o financiamento é obrigatoriamente determinado para algum fim.

Deste modo, com ele as pessoas podem adquirir bens e pagá-los a médio ou longo prazo com taxas e juros de acréscimo.

E uma característica do financiamento é que geralmente o bem que está sendo financiado é dado como uma garantia, para caso não haja quitação da dívida feita com a instituição financeira, assim eles não ficam no prejuízo.

Além do mais, o financiamento pede por um valor mínimo de entrada, como 20% do valor do bem. 

Os que não impõem essa condição geralmente cobram juros maiores, algo que não é muito vantajoso.

Agora que você já conhece um pouco dessa modalidade de crédito, vamos nos aprofundar sobre os seus tipos e depois esclareceremos mais detalhes sobre o que vale mais a pena, o consórcio ou financiamento. Acompanhe!

Tipos de financiamentos

Os tipos de financiamentos são de veículos, imobiliário e de programas habitacionais.

Na sequência, explicamos melhor cada um desses tipos de financiamento. Confira.

Sistema Financeiro de Veículos

O financiamento de veículos envolve uma instituição financeira conceder crédito aos seus clientes para comprarem qualquer tipo de veículo, como um carro ou uma moto.

Deste modo, o crédito é repassado para a concessionária que vendeu o veículo, possibilitando que o bem adquirido seja quitado com a loja e depois o empréstimo é pago para a instituição financeira pelo cliente.

E esse pagamento é parcelado, portanto, as prestações são compostas pelo valor do bem parcelado, por tarifas, juros e seguro, caso seja o caso, além de impostos como o IOF.

E como já falamos acima, no financiamento o bem adquirido, que aqui é o automóvel, é uma garantia de que a dívida será paga, portanto, o carro ou moto comprados são a garantia do empréstimo.

Sistema de Financiamento Imobiliário

O dinheiro obtido com o sistema de financiamento imobiliário deve ser destinado para a compra de um imóvel, como um apartamento ou casa.

Novamente o bem é usado como garantia, portanto, se o valor do financiamento não for quitado, o banco ou qualquer outra instituição financeira que fez o financiamento pode usar o imóvel para liquidar a dívida.

Ressaltando que essa opção de usar o imóvel para liquidar a dívida só acontece depois de diversas tentativas de acordo, pois para instituição financeira é mais interessante que você quite os valores pendentes de pagamento.

No mais, é importante saber que neste tipo de financiamento você tem a chance de usar o seu FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) como entrada para quitar parte do crédito.

Programas habitacionais

O financiamento para construção ou reforma é o que chamamos de programas habitacionais, em que uma linha de crédito é oferecida pelas instituições financeiras para quem quer reformar ou construir um imóvel.

Para conseguir esse crédito você precisa ter aprovação na análise de crédito de uma instituição financeira, que por sua vez irá definir qual o valor e as condições de financiamento que mais se encaixam para o seu perfil.

Neste tipo de financiamento também pode ser exigido avaliação de um engenheiro ou técnico da instituição financeira para avaliar quais são as condições do imóvel antes de fazer a aprovação do financiamento.

Calculadora consórcio ou financiamento

Vantagens do financiamento

Algumas vantagens do financiamento são:

  • prazos mais longos, que podem ser de até 35 anos para financiamento imobiliário;
  • prazos de até 5 anos para financiamento de veículos;
  • é indicado para quem busca receber o bem e imediatamente;
  • possibilita que sejam contratadas parcelas que caibam dentro do seu orçamento;
  • tem taxas baixas, principalmente em tempos de Selic na mínima histórica.

Desvantagens do financiamento

Já as desvantagens do financiamento são:

  • você cria uma dívida de longo prazo;
  • é solicitado um valor mínimo de entrada no caso de imóveis;
  • o credor pode exigir algumas condições, como abertura de conta;
  • há o CET (Custo Efetivo Total) com tarifas e taxas extras.
  • o bem fica mais caro ao final do prazo por conta dos juros que são cobrados.

Agora que você já sabe tudo sobre esse tipo de empréstimo, é hora de começar a entender se o consórcio ou financiamento é a melhor opção para o seu caso.

O que é consórcio

O consórcio é a união de pessoas com o mesmo objetivo comum de adquirir um bem ou serviço em que todos os integrantes contribuem mensalmente com determinado valor, formando uma poupança para todos.

Nesta modalidade de aquisição é estipulado um período em contrato em que até o fim todos têm acesso a sua carta de crédito e conseguem comprar o bem desejado.

Para quem quer aumentar as suas chances de contemplação no consórcio, há a chance de ofertar um lance, ou seja, oferecer um valor como antecipação de parcelas do consórcio.

No mais, é importante saber que o consórcio é sempre organizado por empresas que chamamos de administradoras e elas são fiscalizadas pelo Banco Central do Brasil, para garantir a segurança das transações.

Consórcio ou financiamento imóvel

Tipos de consórcios 

Os tipos de consórcio são: imobiliário, de automóveis e de máquinas.

Abaixo explicamos melhor cada um desses tipos, para que você possa comparar com os tipos de financiamento e esclarecer se o consórcio ou financiamento é o que melhor te contempla.

Consórcio Imobiliário

Neste consórcio você entra em um grupo focado em comprar imóveis, sejam eles prontos para morar, na planta, usados ou de qualquer outro tipo.

E aqui se encaixa qualquer tipo de imóvel mesmo, seja para morar, um terreno, uma sala comercial ou uma casa para reformar.

Para quem está em dúvida entre o consórcio ou financiamento imobiliário, a boa notícia é que o consórcio não exige que você dê um valor de entrada.

Além do mais, nesta modalidade você pode usar parte ou total do seu FGTS para a compra.

Consórcio de automóveis

Para comprar o seu primeiro veículo, seja ele novo usado, existe o consórcio de automóveis, em que você entra em um grupo com pessoas com o mesmo objetivo.

Um ponto positivo desse tipo de consórcio é que com a carta de crédito no seu valor cheio você está pronto para negociar o valor de um carro novinho em folha.

Consórcio de máquinas

Por fim, temos o consórcio de máquinas que é voltado para quem precisa comprar vans, caminhões, máquinas agrícolas, máquinas de construção civil ou qualquer outro tipo de veículo grande.

Trabalhadores costumam recorrer a essa solução para não precisarem lidar com juros altos, financiamentos ou toda a parte burocrática da compra de um veículo novo.

Vantagens do consórcio

As vantagens do consórcio são:

  • não se trata de uma dívida;
  • as parcelas são menores e o valor total é mais baixo;
  • você pode desistir e ter o seu dinheiro de volta, mesmo que com descontos ou multas;
  • não tem taxa de juros;
  • não exige que você dê um valor de entrada;
  • você tem a chance de parcelas mais baixas no começo e mais altas somente depois da contemplação do seu bem.

Desvantagens do consórcio

Já as desvantagens do consórcio são:

  • você fica dependente da sorte para receber a sua carta de crédito;
  • existem taxas ou multa por desistência;
  • existem taxas altas que podem ser substituídas por investimentos, caso você tenha disciplina para guardar dinheiro;
  • os prazos costumam ser menores do que no financiamento;
  • depois da contemplação do seu bem, torna-se uma dívida que pode tomar o seu bem como garantia contra inadimplentes.

Consórcio ou financiamento: qual a diferença?

Para escolher entre consórcio ou financiamento, é preciso entender a diferença entre eles, embora ambos sejam modalidades para obter crédito para realizar um objetivo.

Mesmo que o consórcio ou financiamento envolvam receber dinheiro de uma instituição financeira com a opção de pagamento do valor parcelado com acréscimo de juros, eles não são a mesma coisa, sendo que a principal diferença entre eles é:

  • no financiamento você especifica para uma instituição financeira o que quer comprar e eles fazem uma ampla variação para analisar as suas condições de pagamento e para calcular o valor das mensalidades do empréstimo. Além do mais, a maioria dos bancos exigem 20% de entrada para aprovar o financiamento, mas você consegue ter o seu bem imediatamente;
  • no consórcio você não consegue ter o seu bem imediatamente, pois fica dependente de ser escolhido em sorteio, e você não se envolve com instituições bancárias, mas sim com administradoras que são vigiadas pelo Banco Central do Brasil. Aqui você também não precisa pagar um valor de entrada e não lida com os altos índices de juros. As únicas taxas cobradas são de administração, que podem variar de 15% a 20% sobre o total do bem.

E aí, conhecendo as diferenças dessas duas modalidades você consegue ter mais clareza se vai optar pelo consórcio ou financiamento?

Quais cuidados ter com o consórcio ou financiamento 

Independentemente de você ter escolhido entre consórcio ou financiamento para adquirir o seu bem, é preciso tomar alguns cuidados.

E o primeiro deles diz respeito à sua capacidade financeira, ou seja, você precisa avaliar se as condições do consórcio ou financiamento podem ser ajustadas pelo preço do seu bem ou pelas multas e encargos, em caso de atraso.

Portanto, estimule qual o máximo do seu orçamento pode ser comprometido com o pagamento dessas prestações e sempre deixe uma folga para possíveis aumentos na prestação.

Outro ponto fundamental para ter cuidado é sobre como os inadimplentes são tratados tanto pelas administradoras, quanto pelas instituições financeiras em casos de consórcio ou financiamento com elas.

Você também deve ler com muita atenção o seu contrato, seja ele de consórcio ou financiamento, principalmente no que diz respeito ao cálculo das prestações e da restituição de valores, caso seja possível.

E ainda falando do contrato, é importante que você procure por custos escondidos, principalmente no processo de financiamento. Caso isto não esteja claro no contrato, não hesite em perguntar.

Isso porque, principalmente em situações de financiamento de imóveis, os cursos com documentação e projetos costumam não ser cobertos pelas instituições financeiras.

Então, quando você sabe quais são esses custos escondidos, fica mais fácil saber quanto a mais você terá que gastar além do valor da entrada e das parcelas do financiamento.

Por fim, ao fazer um consórcio ou financiamento, fique de olho nas taxas de juros pelo acúmulo de juros ao longo dos anos, pois eles podem fazer com que você pague de duas a três vezes a mais o valor do bem financiado.

Conheça as nossas soluções de crédito que cooperam com as pessoas, seus sonhos e negócios.

Conclusão

Agora que você já sabe a diferença entre consórcio ou financiamento e quais as características, vantagens e desvantagens de cada um deles, que tal contar com soluções de crédito que cooperem com você?

Para isso você pode contar com as soluções Ailos. Acesse já o nosso site e conheça mais sobre elas!

Receba nossa newsletter

Inscreva-se

O Internet Explorer está sendo descontinuado.
Por favor, use outro navegador para acessar o blog. Veja alguns navegadores que você pode utilizar: